quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Portugal e Moçambique fecham acordo na área alimentar

Portugal e Moçambique fecharam um protocolo visando o apoio nas áreas da sanidade vegetal e saúde animal, bem como o levantamento de barreiras comerciais à exportação de produtos moçambicanos, disse o secretário de Estado da Alimentação.

Segundo Nuno Vieira e Brito, que terminou ontem uma visita a Moçambique, o protocolo fitossanitário foi fechado na segunda-feira e permite também a possibilidade de exportação de produtos moçambicanos para Portugal, dentro dos critérios da União Europeia.

O secretário de Estado referiu o caso da banana de Moçambique, que segue actualmente para a Irlanda, e que, se for do interesse comercial das autoridades moçambicanas, pode passar a ser exportada para Portugal, "sendo bem-vinda para os consumidores portugueses por ter uma qualidade notável".

Vieira e Brito chegou no sábado à noite a Maputo com o secretário de Estado da Inovação, Pedro Gonçalves, ambos integrados numa comitiva liderada pelo vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, e que esteve na inauguração, na segunda-feira, da Feira Internacional de Maputo (Facim) e desenvolveu contactos com autoridades moçambicanas.

Durante a sua visita, Portas avistou-se com o Presidente moçambicano, Armando Guebuza, com os ministros das Finanças, Manuel Chang, e da Agricultura, José Pacheco, e ainda com Filipe Nyusi, candidato presidencial da Frelimo, partido no poder, às presidenciais de 15 de Outubro.

Os dois secretários de Estado seguiram ontem para a África do Sul e na quinta-feira Vieira e Brito tem prevista uma reunião com o ministro sul-africano da Agricultura para "sensibilizá-lo também para este mercado de exportações", em particular os casos da carne de aves, a pêra e a maçã, que Portugal deseja começar a vender naquele país.

Fonte:  Lusa

Sem comentários:

Publicar um comentário