sábado, 21 de julho de 2012

Sector dos vinhos em Portugal está 'pouco orientado para o mercado'

inShare

21 de Julho, 2012

O sector dos vinhos em Portugal está «pouco orientado para o mercado»
e desconhece as preferências do consumidor, o que o torna mais
«vulnerável às investidas» de vinhos estrangeiros, conclui o estudo de
um investigador português.
Apresentada na semana passada na Faculdade de Economia da Universidade
do Porto, a tese de doutoramento de Paulo Matos Graça Ramos – docente
da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Fernando
Pessoa – defende que a competitividade do sector nacional dos vinhos
depende do investimento num maior conhecimento do mercado e dos gostos
dos consumidores.

Vinhos do Porto Vintage no telemóvel

inShare

13 de Julho, 2012

O The Vintage Port Site, que oferece desde 2011 informação detalhada
sobre cerca de 300 Vinhos do Porto Vintage, tem agora uma versão
móvel.
Gerido pela Symington Family Estates, o site, disponível em
www.thevintageportsite.com, ganha uma versão compatível com as
principais plataformas OS que pode ser acedida automaticamente através
do browser de qualquer smartphone ou tablet com GPRS.

As funções de pesquisa e visual foram optimizadas para esta versão
móvel, continuando disponíveis o serviço «Ask the Expert», que permite
fazer perguntas a especialistas, e o modo «Share» que ajuda a
partilhar informação de forma mais fácil.

A estrela de ‘rock’ que faz vinho em Portugal

Cliff Richard

Joana Moura
20/07/12 00:05

3 Leitores Online 310 Pageviews Diários


"Aprendi imenso sobre vinhos. E depois é assim: se produzes vinho és
agricultor, e aprendes a estar dependente do tempo, mesmo que seja um
mau ano".


Cliff Richard esteve esta semana em Lisboa a apresentar a nova
colheita do seu Vida Nova e Onda Nova.

Esta é a história de uma estrela 'pop' britânica dos anos 70 que se
tornou produtor de vinho em Portugal.

Governo já acionou PRODER para apoio ao pós-incêndio, anunciou Assunção Cristas

Lusa
20 Jul, 2012, 19:16

O Governo já acionou o Programa de Desenvolvimento Regional (PRODER)
para "apoio ao pós-incêndio", revelou hoje a ministra da Agricultura,
do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, Assunção Cristas.
"Internamente, temos os nossos serviços do terreno - Direção-Geral de
Agricultura e serviços de Conservação da Natureza e Floresta -- e
temos também já a ser mobilizado o PRODER para ver as oportunidades de
agilizar as linhas concretas de apoio", disse a governante à Agência
Lusa.

"Estamos a falar de 100 milhões de euros que estão disponíveis. Aqui
há medidas em concreto para apoio ao pós-incêndio, limpezas,
tratamento das florestas, recolha dos materiais queimados. Depois há
medidas para o apoio à reflorestação", acrescentou.

Alimentação: relatório revela que os controlos da UE garantem que consumimos alimentos seguros

Um relatório da Comissão Europeia publicado hoje revela que, graças ao Sistema de Alerta Rápido para os Géneros Alimentícios e Alimentos para Animais (RASFF) da UE, se evitaram ou atenuaram muitos riscos ligados à segurança dos alimentos e que os controlos de segurança garantem que os alimentos que consumimos são seguros. O RASFF desempenha um papel crucial na garantia da segurança «da exploração agrícola até à mesa» ao desencadear uma reacção rápida sempre que se detecta um risco de segurança alimentar. Todos os membros do sistema RASFF1 são rapidamente informados dos riscos graves detectados nos alimentos para consumo humano ou animal, para poderem reagir conjuntamente e de forma coordenada às ameaças para a segurança alimentar, a fim de proteger a saúde dos cidadãos da UE.

John Dalli, Comissário para a Saúde e a Defesa do Consumidor, declarou: «Os consumidores europeus beneficiam dos mais altos padrões de segurança alimentar a nível mundial. O Sistema de Alerta Rápido para os Géneros Alimentícios e Alimentos para Animais da UE é um instrumento fundamental, dado que permite identificar os riscos e eliminá-los do mercado europeu. O RASFF reforça a confiança dos consumidores no nosso sistema de segurança dos géneros alimentícios e dos alimentos para animais. Em 2011, enfrentámos diversas crises importantes, como os efeitos do acidente nuclear de Fukushima e as crises das dioxinas e da E. coli. A UE conseguiu resolvê-las e os ensinamentos que todos aprendemos servirão sem dúvida para procedermos ainda melhor no futuro.»

Fogo destruiu muitos hectares de um dos melhores montados de sobreiro do país

Lusa
20 Jul, 2012, 12:56

Pelo menos cinco mil hectares de terreno terão ficado queimados no
concelho de Tavira, Algarve, e uma "boa parte" corresponderá àquela
que será uma das melhores zonas de sobreiros do país, hoje Gonçalo
Gomes, da Associação Al-Portel.
O responsável da Associação de Defesa do Ambiente e do Património
Cultural de São Brás de Alportel indicou que "uma parte significativa
das manchas que arderam correspondiam a manchas de sobreiral, não só
de São Brás, mas também na fronteira com o concelho de Tavira",
afirmou o responsável da Associação de Defesa do Ambiente e do
Património Cultural de São Brás de Alportel.

Açores: Sócios da Profrutos querem salvar a cooperativa da falência

Publicado: 2012-07-20 15:46:31 | Actualizado: 2012-07-20 15:46:56

Por: Luciano Barcelos

Os sócios da cooperativa Profrutos, ilha de São Miguel, aguardam o
pagamento dos produtos entregues em dezembro do ano passado. São cerca
de 300 mil euros em dívida.

Para ultrapassar a situação os sócios vão reunir em Assembleia Geral
para aprovarem a hipoteca de um prédio situado nas Laranjeiras, em
Ponta Delgada, como garantia de um empréstimo bancário que a
cooperativa pretende contrair.

INE: Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Julho de 2012

As previsões agrícolas do Instituto Nacional de Estatística (INE), em 30 de Junho, apontam para reduções significativas nos rendimentos dos pomares de pêra, maçã e pêssego, em resultado das condições atmosféricas adversas na altura da floração/polinização (frio e geada).

Na cereja, o decorrer da colheita veio revelar um cenário mais grave do que inicialmente previsto, não tendo sido possível recuperar, com a produção das variedades tardias, os prejuízos que as chuvas de Abril e Maio causaram nas variedades mais precoces.

Também nos cereais de Outono/Inverno se observam quebras expressivas na produtividade, fundamentalmente devido à seca, situação que também afectou a batata, especialmente a de sequeiro.

Nova técnica pode aumentar até 220% a rentabilidade do tomate

20 de Julho - 2012
Investigações realizadas na Universidade Federal de Viçosa (Brasil) mostram que é possível produzir até três vezes mais tomate sem aumentar a área nem o consumo de fatores de produção. O sistema já está a ser testado em algumas explorações e a rentabilidade pode chegar aos 220%.


A técnica de plantio, apelidada Sistema Viçosa, reduz os custos de produção em cerca de 20% e a rentabilidade dispara até aos 220%, tendo em conta o preço médio do tomate nos últimos dez anos, no Brasil.

Segundo o Globo Rural, este sistema além de triplicar a produtividade, aumenta até 30% a produção de hortícolas de calibre superior, que são mais valorizados no mercado.

Portugal luta contra as chamas, Algarve com a situação mais grave

inShare
1
20 de Julho, 2012

A Região Autónoma da Madeira e os concelhos vizinhos de Tavira e São Brás de Alportel continuam hoje à tarde a ser os locais mais afectados pelos incêndios, enquanto em Belmonte um fogo urbano matou hoje três pessoas.
A GNR registou a morte de um adulto, um adolescente e uma criança em Maçainhas, no concelho de Belmonte, vítimas de um incêndio seguido de explosão numa vivenda unifamiliar, onde estariam a passar férias.

O alerta chegou ao Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco às 10:31 e no local, para combater as chamas, estiveram 44 bombeiros, de Belmonte, Covilhã e Fundão, apoiados por 16 viaturas.

Cem milhões disponíveis para apoio ao pós-incêndio

Governo acionou o PRODER e espera que as ações possam estar no terreno «o mais rapidamente possível»

Por: tvi24 / PB | 20- 7- 2012 19: 40



O Governo já acionou o Programa de Desenvolvimento Regional (PRODER) para «apoio ao pós-incêndio». A informação foi avançada esta sexta-feira pela ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, Assunção Cristas.

«Internamente, temos os nossos serviços do terreno - Direção-Geral de Agricultura e serviços de Conservação da Natureza e Floresta ¿ e temos também já a ser mobilizado o PRODER para ver as oportunidades de agilizar as linhas concretas de apoio», explicou a governante à agência Lusa.

Symington apoia três candidatos a Master of Wine Home

\ Notícias \ Symington apoia três candidatos a Master of Wine
António Falcão. Foto de Anabela Trindade

More Sharing ServicesPartilhar
Quarta-Feira, 18 de Julho de 2012 às 16:42Havia apenas uma bolsa de
estudos mas afinal serão três os candidatos ao curso de Master of Wine
que irão ser patrocinados pela Symington Family Estates.

Raul Riba d'Ave e Jorge Alves serão os 'bolseiros' da Symington Family
Estates para o curso de Master of Wine. Raul é o proprietário e gestor
da Direct Wine, uma distribuidora de vinhos especializada e o director
operativo da Roquette & Cazes, a produtora dos vinhos Xisto (uma
parceria entre a família Roquette a família francesa cazes, do Chateau
Linch-Bages). Jorge Alves é enólogo de profissão na região do Douro
(em vários produtores) e também sócio-gerente da Quanta Terra, a
produtora dos vinhos Vértice.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Museu da Agricultura inaugurado esta noite na Terceira

Publicado: 2012-07-20 16:45:05 | Actualizado: 2012-07-20 16:48:20

Por: RTP Açores

O Museu Agrícola da Ilha Terceira, é inaugurado esta sexta-feira à noite com uma exposição temática sobre o maneio da terra, onde é possível encontrar alfaias agrícolas utilizadas pelos lavradores terceirenses no passado.
O presidente da Associação Agrícola da Ilha Terceira (AAIT), Paulo Simões Ferreira, acredita que o museu terá procura, até porque os turistas já pediam um espaço do género.

"Durante o período de verão penso que vamos ter muitos visitantes", frisou, em declarações à Lusa, acrescentando que alguns turistas, "mesmo sem haver nada, já perguntavam como é que se vivia nos Açores há 300, 400, 500 anos atrás".

Bênção do Gado volta a Torres Novas

A festa repete-se de quatro em quatro anos na vila de Riachos. Começa hoje e vai até 30 de julho. A câmara espera este ano 100 mil visitantes
www.expresso.pt
12:43 Quinta, 19 de Julho de 2012


Começa hoje, 19 de julho, a Festa da Bênção do Gado em Riachos, no concelho de Torres Novas, que se prolonga até 30 de julho. O ponto alto será o cortejo etnográfico a 30 de julho, em que os agricultores riachenses desfilam com os seus animais de trabalho

A festa repete-se de quatro em quatro anos, e este ano a câmara de Torres Novas espera uma adesão de mais de 100 mil visitantes, com destaque para os emigrantes de Riachos em países como França, Suiça, Inglaterra, Canadá, Angola e Moçambique.

Linha de crédito CGD para apoio à tesouraria dos jovens agricultores

OPINIÃO

José Martino



Está em mudança acelerada o meio agrícola que era demasiado fechado,
em que os poucos agricultores mais novos eram na sua maioria filhos
dos agricultores mais velhos, porque neste momento estão-se a instalar
um elevado número de jovens agricultores, à média mensal de 200
jovens, 2400 por ano e creio que o número duplicará em 2013 se
mantiverem as ajudas à instalação de jovens agricultores até final
desse ano. Este fenómeno está a criar ruturas, a mudar o status quo e
a atrair para a agricultura pessoas doutros quadrantes com novas
ideias e filosofias. Estamos a viver o inicio de uma revolução
agrícola e rural, a qual será efetiva se não houver falhas orçamentais
nas ajudas para instalar os jovens agricultores.

Portucel vende 743M€ no 1.º semestre e sobe lucros 8,3%

20 de Julho - 2012
A Portucel fechou o primeiro semestre com vendas de 742,7 milhões de
euros, mais 0,4% em face do período homólogo. A empresa conseguiu
colocar 68 mil toneladas de quota adicional no mercado europeu,
reafirmando a liderança no segmento.


O resultado líquido no semestre cresceu 8,3%, para os 105,7 milhões de
euros, enquanto o cash-flow caiu 11,6%, para os 151, 6 milhões de
euros. A companhia é uma das maiores exportadoras nacionais,
representando 3% das exportações de bens do país. Do total das vendas,
que atingiram um novo recorde no 2º trimestre do ano, 618 milhões de
euros resultam de exportação.

Rubroprod e Grimme, uma parceria de sucesso

20-07-2012




A empresa Rubroprod, sediada no Cartaxo, entregou mais uma colhedora
de batata Grimme à empresa Protecnatur localizada em Biscaínho no
Concelho de Coruche.

A máquina em questão, a Grimme SE 85-55 UB, carateriza-se por ter
tapete de recolha de 85 cm, busca de camalhão automático, controlo de
profundidade automático, auto-nivelamento, eixo direccional
automático, 2 tapetes de dedos, pré-calibrador, calibrador, enchimento
automático de bunker, sistema de enchimento de big-bags, dupla
telecâmara e requer rotações da tdf de 540 rpm.

Informação Anpromis dá a conhecer as actividades e novidades do sector

Constituindo a ANPROMIS um centro de apoio e informação aos produtores
nacionais de milho e às suas Organizações, é hoje lançada a INFORMAÇÃO
ANPROMIS, um boletim trimestral que tem como principal objectivo
disponibilizar aos diversos agentes do sector agrícola nacional,
informação sobre a cultura do milho, bem como dar a conhecer as
principais actividades desenvolvidas pela Anpromis.

O envio da INFORMAÇÃO ANPROMIS é gratuito, podendo ser solicitado
através de anpromis@anpromis.pt.

Seca ameaça colheitas de trigo e de soja nos EUA

Graça Andrade Ramos, RTP18 Jul, 2012, 20:35 / atualizado em 18 Jul, 2012, 20:37

Petr Kratoschvil

O secretário norte-americano da Agricultura afirma que a seca que afeta o país é a mais grave dos últimos 25 anos. Outras fontes apontam para que esta seja a pior seca nos Estados Unidos em mais de meio século. Tom Vilsack reconhece ainda que os preços do milho e da soja irão subir em flecha devido às fracas colheitas.

A seca está a ser sentida com especial gravidade no Midwest e é "sem dúvida a situação mais grave dos últimos 25 anos", afirmou Vilsack na Casa Branca, numa conferência de imprensa após se ter reunido com o Presidente Barack Obama para debater o problema.

Vilsack sublinhou que o actual fenómeno de seca não é ainda tão grave como o registado em 1988, apesar de afetar uma área maior.

Criada primeira adega “subaquática” do mundo

18 de Julho - 2012
O Château du Coureau, em Bordéus, vai criar o primeiro serviço de adegas submersas do mundo. Os produtores que quiserem envelhecer os seus vinhos debaixo de agua vão poder fazê-lo, já em 2013, no chamado Vin Mille Lieu Sous Les Mers, um trocadilho com o clássico de Jules Verne, Vinte Mil Léguas Submarinas.


O local escolhido ficará a cerca de 150 quilómetros da costa do Atlântico e terá cerca de mil metros de profundidade.

Criado novo método de limpeza de barris de vinho

19 de Julho - 2012
Uma empresa espanhola criou um método que elimina a levedura Bretanomyces dos barris de vinho, responsável por alterar o sabor da bebida.


Em entrevista à espanhola EFEVinos, o diretor da empresa de Rioja, Eduardo Remirez, explicou que investiu "480 mil euros para desenvolver o processo, que utiliza radiação de alta frequência e destrói micro-organismos que geram a Bretanomyces".

China empresta 16 mil milhões a África

Economia

Dinheiro destina-se a apoiar construção de infraestruturas,
agricultura, indústria e pequenas e médias empresas

PorRedacção2012-07-19 09:21
123450 votos Comentários
A China vai emprestar 20 mil milhões de dólares, pouco mais de 16 mil
milhões de euros, a África.

O anúncio da concessão dos novos créditos foi feito esta quinta-feira
pelo presidente chinês, Hu Jintao, na abertura da 5.ª Conferência
Ministerial do Fórum de Cooperação China-África.

EUA: Pior seca desde 1988 sem fim à vista; Argentina beneficia com alta de preços

19.07.2012 20:38
LUSA


Washington, 19 jul (Lusa) -- A seca que está a afetar os Estados
Unidos não tem fim à vista, afirmaram hoje os meteorologistas, que
antecipam mais temperaturas elevadas e tempo seco nos próximos meses,
notícia a AFP.

O ministro norte-americano da Agricultura, Tom Vilsack, já admitiu que
a seca possa provocar o aumento do preço dos bens alimentares, uma vez
que 78 por cento das colheitas de milho e 11 por cento das de soja
foram afetadas.

Agricultura tem o maior peso no universo cooperativo português

Assegura cerca de 14 mil empregos

A agricultura é o sector com mais peso no universo cooperativo
português, representando mais de metade do volume de negócios total,
de acordo com contas do Instituto Nacional de Estatística e da
cooperativa CASES divulgadas esta quinta-feira.
19 Julho 2012Nº de votos (0) Comentários (0)



Os dados, referentes a 2009, indicam que 723 das 2390 cooperativas
existentes em Portugal se dedicam à agricultura, representando um
volume de negócios anual de 4,3 mil milhões de euros num total de 7,9
mil milhões de euros.
As cooperativas agrícolas e o crédito agrícola representam 34 por
cento do universo português e asseguram cerca de 14 mil empregos,
tendo um peso significativo na comercialização das principais
produções: 62 por cento no leite, 43 por cento no vinho, 36 por cento
no azeite e cerca de 25 por cento nos frutos e hortícolas.

Vingança entre os motivos mais comuns para atear fogos que este ano quase triplicaram

Publicado às 00.52
DINA MARGATO


foto HELDER SANTOS / ASPRESS

Presos por fogo posto quase triplicaram por comparação com o mesmo
período de 2011

Mão criminosa. Acusação dita e redita nestes últimos dias, em que os
incêndios florestais tomam conta do país. Os números da PJ assim o
parecem comprovar. Quer em detenções, quer em ocorrências.

Deram entrada na PJ neste ano, até à passada quarta-feira, 636
inquéritos. Estamos a falar de processos que já passaram pelo crivo da
GNR, e aos quais foi associada presumível ação criminosa.

Autoridade multa Lactogal em 340 mil euros por "práticas lesivas"

Lusa
19 Jul, 2012, 20:46

A Autoridade da Concorrência (AdC) condenou a Lactogal ao pagamento de
uma multa de mais de 340.000 euros "por práticas lesivas da
concorrência no mercado da distribuição e comercialização", informou
hoje a AdC.
Em comunicado divulgado na página oficial, a AdC refere que foi
decidida a aplicação de uma coima de 341.098 euros, "por práticas
lesivas da concorrência nos mercados da distribuição e comercialização
de produtos lácteos no canal Horeca, em Portugal".

BLC3 com projectos aprovados para alavancar desenvolvimento da produção de Queijo Serra da Estrela e Cogumelos Silvestres Nativos

A BLC3 – Plataforma de Desenvolvimento da Região Interior Centro acaba
de ver aprovados, através dos fundos comunitários da União Europeia,
dois projectos de inovação tecnológica para alavancar o
desenvolvimento da produção de dois grandes embaixadores da
gastronomia portuguesa: o Queijo Serra da Estrela DOP e os cogumelos
silvestres nativos.

Naquele que é considerado como um dos melhores queijos do mundo, mas
que tem estado sujeito a uma grande indisciplina de mercado,
arriscando-se mesmo a entrar em vias de extinção – na região demarcada
só 10 por cento do queijo é produzido com leite da raça Bordaleira
Serra da Estrela, sendo o restante fabricado com leite importado de
Espanha e de outras regiões –, a BLC3 pretende agora, em parceria com
a Universidade do Minho e uma conceituada queijaria da região
demarcada, a Casa Matias, desenvolver um projecto de investigação
aplicada.

Florestas mistas podem reagir melhor a alterações climáticas

19 de Julho - 2012
Um estudo da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), sobre
o potencial da floresta mista em Portugal, mostra que juntar várias
espécies de árvores pode aumentar a capacidade de reação a alterações
climáticas ao fixarem mais carbono atmosférico.


"Os povoamentos com mais do que uma espécie, tecnicamente designados
por mistos (neste caso concreto analisaram-se povoamentos puros de
pinheiro bravo, puros de carvalho negral e mistos de ambas as
espécies), apresentavam crescimentos ligeiramente mais rápidos, tinham
uma maior capacidade para fixar carbono atmosférico", afirmou ao Café
Central, Domingos Lopes, coordenador do projeto.

MDD ganham quota de mercado mas estabilizam crescimento no 1º S 2012

por Filipe Gil
19 de Julho - 2012
De acordo com a informação da Kantar Worldpanel do painel
representativo do consumo dos Lares Portugueses, verificou-se que as
Marcas da Distribuição (MDD) continuam a ganhar quota de mercado às
MDF, no consumo doméstico, mas estabilizaram o seu crescimento, em
volume, durante o 1º semestre de 2012.


O estudo revela ainda que por cada 100 euros gasto pelo Consumidor
cerca de 38,4€ são gastos em MDD, considerando o mercado FMCG sem
Frescos. Há assim um crescimento da quota da MDD que é feito sobretudo
pela troca vinda de marcas MDF, e não pela intensificação de consumo
em MDD pelo lares que já compravam MDD.

Cooperativas: Papel económico e social é fulcral para o país - CONFAGRI

17:17 Quinta feira, 19 de julho de 2012

Lisboa, 18 jul (Lusa) - O presidente da Confederação de Cooperativas
Agrícolas (CONFAGRI) defendeu hoje que estas organizações "dão voz a
quem não tem voz", cumprindo um papel económico e social de relevo
para o país.

Manuel Santos Gomes, que hoje participa numa sessão comemorativa do
Ano Internacional das Coooperativas, na Assembleia da República,
assinalou que as cooperativas têm um peso fulcral na economia do país,
mas destacou também a componente social que diferencia as cooperativas
de outras indústrias.

Portugal perde mil produtores de leite por ano, afirmou o presidente da Leicar

19.07.2012 17:03
ECONOMIA


Portugal tem perdido cerca de "mil produtores de leite por ano",
alertou hoje, na Póvoa de Varzim, o presidente da Leicar, Associação
Portuguesa de Produtores de Leite e Carne de Entre Douro e Minho.
José Oliveira, que falava à margem da feira agrícola Agroleite, que
decorre em S. Pedro de Rates, na Póvoa de Varzim, alega que a situação
"complicada" pela qual estão a passar os produtores se deve,
sobretudo, ao facto de os "custos de produção serem cada vez mais
elevados".

Nos últimos meses, o número de produtores que fecham as suas produções
estabilizou, porque, "quem fica, absorve o trabalho de quem sai".
Ainda assim, José Oliveira mostra-se "muito apreensivo em relação ao
futuro" neste setor.

PE: Deputado do PCP, João Ferreira, questiona Comissão sobre a "Situação das Refinarias a Tempo Inteiro na UE face à escassez de matéria-prima"

O Deputado do PCP ao Parlamento Europeu João FERREIRA (GUE/NGL)
apresentou uma Pergunta Escrita à Comissão Europeia sobre "Situação
das Refinarias a Tempo Inteiro (RTI) na UE face à escassez de
matéria-prima", Pergunta que se passa a transcrever.

O actual quadro legislativo para o sector do açúcar, elaborado em
2005, preconizou a renúncia de uma quantidade significativa de quota
de beterraba sacarina e redução do preço de referência. O
abastecimento do mercado seria garantido graças à maior liberalização
do regime de importações.

Deputados do PCP no Parlamento Europeu propõe alterações à futura Política Agrícola Comum

Os deputados do PCP no Parlamento Europeu apresentaram, na passada
semana, um conjunto de 167 propostas de alteração ao projecto de
reforma da Política Agrícola Comum (PAC). As propostas foram
apresentadas aos três relatórios legislativos mais importantes da PAC:
Pagamentos Directos; Desenvolvimento Rural; e Organização Comum dos
Mercados dos produtos agrícolas.

Tendo naturalmente um alcance e um impacto muito diversificados, as
propostas de alteração agora apresentadas representam uma alternativa
clara ao caminho proposto pela Comissão Europeia, que inspirou
igualmente as anteriores reformas e que se revelou profundamente
desfavorável a Portugal.

Vinhos do Alentejo aposta na experiência do Alentejo

Promover o enoturismo ligando-o à descoberta da região


A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), está a organizar
visitas enoturísticas que conjugam experiências enólogas com
actividades culturalmente ligadas ao Alentejo. O objectivo da CVRA é,
através de visitas e provas, dar a conhecer herdades e adegas
espalhadas pelo Alentejo, promovendo e potenciando o consumo de vinho
alentejano e mostrando o que de melhor a região tem para oferecer.

Os Vinhos do Alentejo detêm, na categoria de vinhos engarrafados de
qualidade com classificação DOC e IG, a maior quota de mercado
nacional em valor 43,53% e em volume 39,81% (dados ACNielsen, Período
JJ10). Entre 1995 e 2012 o número de produtores na região aumentou de
45 e 13.500 hectares aos 350 e 22.100 hectares, sendo a área total de
vinha aprovada para DOC Alentejano de 11.763 hectares. Actualmente o
Alentejo representa 16,47% da produção total de vinho em Portugal,
havendo oito sub-regiões aprovadas para produção de vinho DOC,
designadamente Borba, Évora, Granja-Amareleja, Moura, Portalegre,
Redondo, Reguengos e Vidigueira. Os Vinhos do Alentejo são ainda os
que mais exportam, tendo em 2011 aumentado em 34,5% a exportações para
fora da UE. Como principais destinos destas exportações destacam-se os
mercados de Angola, Brasil, Estados Unidos, China e Canadá.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Risco máximo de incêndio em 37 concelhos

Calor

18.07.2012 - 08:13 Por PÚBLICO
Votar | 0 votos 1 de 20 notícias em Sociedadeseguinte »

Desde a meia-noite até às 8h, a Autoridade Nacional de Protecção Civil
contabilizou 27 incêndios (Foto: Adriano Miranda)
O calor vai continuar a apertar nesta quarta-feira, apesar de o
Instituto de Meteorologia (IM) prever uma ligeira descida da
temperatura máxima em algumas cidades. Trinta e cinco concelhos têm
risco "máximo" de incêndio e 14 distritos estão sob aviso amarelo.

De acordo com a informação disponibilizada na página da Internet do
IM, Viseu tem oito concelhos em risco máximo de incêndio, Guarda tem
sete, Coimbra tem quatro, Porto, Leiria e Castelo Branco têm três. Em
Braga, Vila Real, Aveiro e Santarém têm dois, e Faro tem um.

Vinhos: Vendas na Madeira aumentaram 9,9% no primeiro semestre

16:02 Quarta feira, 18 de julho de 2012

Funchal, 18 jul (Lusa) - Nos primeiros seis meses do ano a Madeira
vendeu 1,4 milhões de litros de vinhos generosos, mais 9,9 por cento
que em igual período do ano passado, revela a Direção Regional de
Estatística da Madeira.

O Vinho Madeira está a ter uma procura exponencial no Japão, mercado
que comprou mais 54,8 por cento, embora sejam os franceses os melhores
clientes do Vinho Madeira, pois já compraram este ano 477 mil litros,
garantindo uma receita de 1,4 milhões de euros.

IFAP: Ponto de Situação da Negociação da PAC

POLÍTICA AGRÍCOLA COMUM PÓS 2013


Na sequência da reunião da Comissão Consultiva de dia 10 Julho,
publicamos a intervenção com o Ponto de Situação da Negociação da PAC:
http://www.ifap.min-agricultura.pt/portal/page/portal/C52D5F16E78E509CE043C0A8C8C5509C

19-JUL-2012

Nove mil pintos morrem em incêndio em aviário

VILA NOVA DE PAIVA

por Texto da agência Lusa publicado por Paula MouratoHoje

Nove mil pintos morreram num incêndio ocorrido ao início da manhã de
hoje num aviário do concelho de Vila Nova de Paiva, disse à agência
Lusa o comandante dos bombeiros locais, Acácio Fonseca.
O alerta foi dado cerca das 07:20 e, quando os bombeiros chegaram ao
lugar do Caldeirão, na freguesia de Touro, o aviário já estava tomado
pelas chamas.
"Já não pudemos fazer nada, a não ser proteger outro aviário ao lado,
que é do mesmo proprietário", explicou Acácio Fonseca.
Os pintos que estavam dentro do aviário teriam "poucos dias". A origem
do incêndio é ainda desconhecida, acrescentou.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

AADS quer solução urgente para secadores de Alcácer do Sal

A Associação de Agricultores do Distrito de Setúbal (AADS) alerta para
a urgência na resolução da questão que envolve o centro de secagem de
Alcácer do Sal e sua possível cedência a "uma sociedade de grandes
agricultores", demonstrando a intenção de abertura na eventual
partilha deste equipamento pelas duas associações, de forma a não
prejudicar os pequenos agricultores que precisam de usar o equipamento
a partir de setembro e podem ver o futuro incerto. Avelino Antunes,
assessor da AADS, faz alusão à reunião que ocorreu com o secretário
geral da Agricultura, onde "este defendeu a manutenção do status quo
durante este ano, que consiste na partilha do centro de secagem de
Alcácer do Sal pela Aparroz e pela AADS".

Avaliar impacto dos acordos comerciais da UE

18-07-2012



Fonte: ANIL/Diário Insular

Luís Paulo Alves defende a necessidade de realizar estudos de impacto
de acordos comerciais ou mudanças de política da União Europeia face a
regiões como os Açores. O europedutado sustenta que "o programa
POSEIMA necessita de conter disposições que desencadeiem análises de
impacto prévias sempre que acordos comerciais, como por exemplo o do
Mercosul, ou alterações profundas nas políticas europeias, como as que
se preveem no sector do leite, ocorram, com impacto nas nossas
regiões".

Mais "fiscalização" e "regulação" nas grandes superfícies

18-07-2012



Fonte: ANIL/Lusa

O líder nacional do PCP, Jerónimo de Sousa, defendeu mais
"fiscalização" e "regulação" junto das grandes superfícies comerciais,
que acusou de estarem a "arruinar" o pequeno comércio tradicional. O
dirigente comunista, que falava aos jornalistas na Horta, no âmbito de
uma visita que efetuou aos Açores, lembrou que os hipermercados
funcionam, em relação ao pequeno comércio, como um "eucalipto", ou
seja, "tudo o que está à volta, seca!"

Decreto-lei em preparação facilita novas plantações de eucaliptos

Sociedade 15 Jul 2012, 18:02h



O decreto-lei sobre a arborização e rearborização do país que o
governo se prepara para aprovar, irá facilitar a "eucaliptização
generalizada do país e a proliferação incontrolada de outras espécies
de crescimento rápido". Esta foi uma das conclusões do workshop sobre
políticas florestais que decorreu ontem, Sábado, em Tomar, por
iniciativa da Comissão Distrital de Santarém do Bloco de Esquerda.


Embora reconhecendo a necessidade de resolver os problemas do sector
decorrentes de uma grande burocratização e dispersão legislativa, o BE
diz que a aprovação do diploma, preparado pela ex-AFN, Autoridade
Florestal Nacional, apenas beneficiará a indústria das celuloses.

CPLP desafia membros a doarem 10% do orçamento para combater má nutrição

CPLP vai criar conselho de segurança alimentar
Comunidade de Países de Língua Portuguesa vai criar conselho de
segurança alimentar. 18-07-2012 1:22 por Vera Pinto, em Maputo

Cavaco em Moçambique. Terra de oportunidades, mas sem "pudins instantâneos"
A Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) desafia todos os
estados-membros a doarem 10% do seu orçamento para combater a má
nutrição em alguns dos países. A proposta foi avançada na cimeira da
CPLP que decorre em Maputo, Moçambique.
Falta agora o parecer dos chefes de Estado de cada um dos países da
Comunidade dos Países de Língua Portuguesa para que se concretize esta
iniciativa conjunta com a Organização das Nações Unidas para a
Agricultura e Alimentação (FAO, na sigla inglesa).

Agros aposta em embalagens pedagógicas na gama bio

18 de Julho - 2012
A Agros investiu numa linha de packaging mais educativa e amiga do
ambiente. Num traço quase infantil, a linha gráfica da Agros Biológico
pretende mostrar as vantagens dos produtos bio para o consumidor e
ecossistema.


As embalagens são certificadas pelo FSC, "garantia de que a embalagem
resulta de matérias-primas renováveis provenientes de florestas cujas
operações são realizadas de forma ecologicamente correta, socialmente
justa e economicamente viável", afirma a marca em comunicado.

Área de plantação de tomate para indústria cai 38% em Espanha

18 de Julho - 2012
A plantação de tomate para indústria em Espanha é cada vez menor. Na
presente campanha (2012-2013) foram plantados 2.070 hectares, menos
38% que no período homólogo anterior, segundo dados da Federação
Andaluza de Empresas e Cooperativas Agrárias (FAECA).


Com uma menor área plantada, as previsões apontam para uma redução de
produção na ordem dos 45%, atingindo as 160 mil toneladas. Desde 2009
que a superfície de produção tem vindo a diminuir progressivamente,
sendo atualmente 62% menor, avança o Agrodigital.

Nersant leva empresários ribatejanos a Moçambique

17 de Julho - 2012
A Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) está a
organizar uma missão empresarial a Moçambique, entre 26 de agosto e 4
de setembro, tendo como principal atrativo a participação na Facim, o
maior evento comercial naquele país africano.


À semelhança do ano anterior, a Nersant vai ter um stand no pavilhão
de Portugal, que as empresas participantes poderão utilizar quer para
divulgar os seus produtos quer para o agendamento de reuniões com os
seus parceiros comerciais.

Indústria do vinho nos EUA procura modernizar-se com a Internet

16-07-2012 às 16:200


inShareDesde iPads nas vinhas a degustações virtuais no Twitter, a
tradicional indústria do vinho americana procura, através da Internet
e da tecnologia, inovar para aumentar as colheitas e o lucro.

Um simpósio da Indústria Tecnológica do Vinho ocorrido na semana
passada no Vale do Napa, na Califórnia, teve painéis sobre como usar
as redes sociais para aumentar as vendas e o Groupon para realizar
sessões de degustação.
A ideia é levar o vinho para a era digital e conseguir que
conhecedores e especialistas conversem no chat e partilhem fotos e
vídeos de vinhas e tabernas, apesar de a velha indústria mostrar-se
lenta na mudança.

Ambiente: Autarcas da zona de Alqueva satisfeitos com chumbo de refinaria em Badajoz

18:00 Terça feira, 17 de julho de 2012

Reguengos de Monsaraz, 17 jul (Lusa) - Os autarcas da zona do Alqueva
congratularam-se com a decisão do Ministério da Agricultura,
Alimentação e Ambiente espanhol que confirmou hoje o chumbo ambiental
à proposta de construção da refinaria Balboa, em Badajoz.

"Os impactos ambientais na região de Alqueva seriam significativos e,
para um território como o de Alandroal, que pretende afirmar-se pelo
turismo e pela qualidade ambiental, esta é uma boa notícia", afirmou o
presidente da Câmara de Alandroal, João Grilo.

ETO 17/7/2012



Temp. Máxima 17/7/2012


17 de Julho

43,6ºC - Lousã, aeródromo
43,5ºC - Tomar, Valdonas
43,3ºC - Alvega
42,5ºC - Régua, Cambres
42,4ºC - Mora
42,3ºC - Rio Maior
42,2ºC - Amareleja
42,1ºC - Alvalade
42,1ºC - Avis, Benavila
41,9ºC - Coruche
41,9ºC - Santarém, cidade
41,9ºC - Santarém, Fonte Boa
41,8ºC - Pegões
41,6ºC - Anadia
41,6ºC - Pinhão, Santa Bárbara
41,6ºC - Viana do Alentejo
41,3ºC - Portel
41,1ºC - Beja
41,0ºC - Castro Verde, N.Corvo
40,9ºC - Ansião
40,8ºC - Mirandela
40,7ºC - Portalegre, cidade
40,7ºC - Reguengos, S. Pedro do Corval
40,6ºC - Alcácer do Sal, Barrosinha
40,6ºC - Elvas
40,5ºC - Coimbra, Bencanta
40,5ºC - Évora, aeródromo
40,5ºC - Mértola, Vale Formoso
40,3ºC - Leiria, aeródromo
40,3ºC - Monção, Valinha

Lisboa e Porto:
39,6ºC - Lisboa (G.Coutinho)
39,0ºC - Porto (S.Gens)



Adegas e Cooperativas Portuguesas aumentam quota de mercado em mais de 200%

Associados da Fenadegas alcançam 20 medalhas no Concurso Mundial de Bruxelas



Os vinhos das Adegas e Cooperativas portuguesas estão a ganhar cada
vez mais espaço na cena vitivinícola nacional e internacional, com uma
quota de mercado nacional que já ronda os 10%, o que significa um
aumento de mais de 200% em relação a 2003 no que respeita aos Vinhos
Cooperativos. A Fenadegas, Federação Nacional das Adegas Cooperativas
de Portugal, acredita que os concursos internacionais e a visibilidade
por estes proporcionada em muito tem contribuído para comprovar a
qualidade dos vinhos cooperativos e aumentar a notoriedade junto dos
consumidores.

Eucaliptar Portugal

Daniel Oliveira (www.expresso.pt)
8:00 Quarta feira, 18 de julho de 2012

Conhecendo-se o impacto ambiental do eucalipto - consumo de água,
maior facilidade de propagação de incêndios e efeitos nas espécies
autóctones - as leis portuguesas exigiam algumas regas para a sua
plantação. E, para impedir o recurso a atividades criminosas que
beneficiavam o infrator, determinava-se que nas zonas atingidas por
incêndios só se poderia replantar árvores da mesma espécie.

Segundo nova legislação que o governo apresenta agora, inédita na
Europa, a arborização até cinco hectares e a rearborização até dez
hectares poderá ser feita com qualquer espécie, sem necessidade de
qualquer autorização. Volta-se à regra do deferimento tácito, um
convite descarado à corrupção sem rasto.

Projectos de revitalização rural recebem 3 milhões de euros

Nos concelhos de Abrantes, Constância e Sardoal

Cerca de dez projectos empresariais de desenvolvimento rural a
implementar em Abrantes, Constância e Sardoal vão receber três milhões
de euros de incentivo e criar quarenta novos postos de trabalho, em
projectos coordenados pela associação Tagus. O anúncio foi feito por
Pedro Saraiva, técnico coordenador da Tagus, esta segunda-feira em
Abrantes.
16 Julho 2012Nº de votos (1) Comentários (0)



Os públicos-alvo são microempresas e associações que tenham projectos
inovadores e revitalizantes para o mundo rural, que levem "novos, mais
e melhores serviços à população e mais emprego" à região.

Seminário "Que futuro para a nossa floresta?"

18.07.2012

A Organização Florestal Atlantis, Associação de Desenvolvimento
Florestal, vai organizar a dia 27 de Julho, a partir das 14h30, o
Seminário "Que futuro para a nossa floresta?" na Biblioteca Municipal
de Cantanhede. A participação é gratuita mas limitada à capacidade do
auditório.

O seminário - que quer reunir os agentes do sector (produtores
florestais, profissionais, industriais, poder politico - pretende
apresentar e discutir em conjunto os desafios e as oportunidades que
se colocam à floresta da região.

John Deere celebra 175 anos com campanha de solidariedade

8-07-2012



A campanha de solidariedade foi posta em marcha a propósito do 175.º
aniversário da marca e conseguiu reunir 45.200 kg de alimentos e
vestuário.

A propósito do 175.º aniversário da marca John Deere, a unidade
comercial para Portugal e Espanha – John Deere Ibérica, SA – pôs em
marcha um programa de atividades para celebrar tão emblemática
ocasião. A mais destacada, pelo seu grande conteúdo social, foi a
campanha de recolha de roupa e alimentos dedicados a instituições de
solidariedade social. Esta ação, dirigida inicialmente aos
funcionários da John Deere Ibérica, foi acompanhada por uma boa parte
da rede de concessionários e fornecedores da marca que fizeram
importantes contributos e em alguns casos iniciaram a sua própria
campanha solidária nas suas localidades.

EUA: Seca e calor reduzem produção agrícola e elevam preços

0:10 Quarta feira, 18 de julho de 2012

Washington, 17 jul (Lusa) -- A vaga de calor e a seca que estão a
afetar os campos dos Estados Unidos estão sem fim à vista e a causar a
redução da produção agrícola e o disparar dos preços, noticia a AP.

Os meteorologistas afirmam que a região central dos EUA, a maior fonte
mundial de milho e soja, vai ter outro mês de seca sufocante, a qual
já provocou o aumento acentuado dos preços e pode vir a afetar o
abastecimento cerealífero internacional.

México: Mais de três milhões de aves mortas

Nove milhões infectadas com gripe aviária

Cerca de 3,8 milhões de aves morreram no México e 9,3 milhões estão
infectadas com gripe aviária em quintas de Jalisco, no oeste do país,
informaram na terça-feira as autoridades mexicanas.
8h42Nº de votos (0) Comentários (0)



Os 3,8 milhões de aves morreram devido à gripe ou tiveram de ser
abatidas para evitar a propagação do vírus e dos 16,5 milhões de aves
que permanecem nos municípios de Tepatitlán e de Acatic, onde surgiu e
epidemia a 18 de Junho, 9,3 milhões contraíram o vírus, revelam os
dados avançados pelas autoridades locais.
Estão a ser fabricadas 80 milhões de doses de vacinas para serem
aplicadas a 40 milhões de aves numa primeira fase, a partir do final
do mês.

Projeto PROVE já entrega cabazes na Póvoa de Lanhoso

Por METRONEWS - Ter Jul 17, 11:55 am
0 Comentários16 visitasE-mail Print

Editado por
metronews
TAMBÉM ESCREVEU
Tertúlia sobre Associativismo Juvenil esclareceu os mais novos na
Póvoa de Lanhoso
Antigos trabalhadores convidados a visitaredifícios desactivados da
histórica OLIVA – S. João da Madeira
CULTURA/BREVES
"Caminhar, Limpar e Plantar" para preservar o ambiente em Reguengos de Monsaraz
Projecto «Viver melhor» movimenta 600 idosos do concelho – Oliveira de Azeméis
O projeto PROVE já está em execução na Póvoa de Lanhoso, com a entrega
de cabazes aos consumidores a acontecer todas as sextas-feiras. O
objetivo é contribuir para a revitalização dos meios rurais e dos
circuitos de proximidade, articulando produtores agrícolas locais e
consumidores. A implementação desta estratégia de desenvolvimento
local é promovida territorialmente pela ATAHCA (Associação de
Desenvolvimento das Terras Altas do Cávado e do Homem) e conta com a
mediação e apoio da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso através do
Gabinete de Apoio ao Bioagricultor.

CAP classifica alerta sobre pesticidas tóxicos como “alarme injustificado”

Sandra Henriques
17 Jul, 2012, 13:29 / atualizado em 17 Jul, 2012, 13:31

O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), João
Machado, desvaloriza o alerta de uma organização europeia com sede em
Bruxelas de que Portugal está a abusar do uso de pesticidas ilegais.
Em declarações à jornalista da Antena1 Rita Colaço, o presidente da
CAP considera que o alarme é injustificado, porque os pedidos de uso
de pesticidas ilegais são feitos à União Europeia, e se esta e o
Estado português o permitem é porque é seguro e não há alternativa.

João Machado comenta ainda as afirmações feitas à Antena1 pelo
presidente da Confederação Nacional da Agricultura de que se vive uma
"situação de calamidade nacional", devido à forma rápida como se estão
a propagar as pragas e doenças nos pomares e florestas. O dirigente da
CAP concorda que "há situações complicadas ao nível de pragas e
doenças", embora sublinhe que "são tratadas com produtos normais".

Estas reações surgem depois de uma organização europeia com sede em
Bruxelas ter alertado que Portugal está a abusar do uso de pesticidas
ilegais. A Pesticide Action Network Europe refere que Portugal passou
de uma autorização de emergência para o uso de pesticidas tóxicos em
2007 para 31 autorizações em 2011.

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=571331&tm=8&layout=123&visual=61

IVDP esclarece produtores sobre a Câmara de Provas

Solar do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto na Régua, 19 de
julho, pelas 14h30


Bento Amaral, chefe do Serviço de Prova do Instituto dos Vinhos do
Douro e do Porto (IVDP) recebe no Solar do IVDP, na Régua, no próximo
dia 19, quinta-feira, a partir das 14h30, os produtores do Douro que
queiram conhecer melhor o modo de funcionamento da Câmara de
Provadores.
Desta forma, os produtores terão oportunidade de provar e comparar uma
seleção de vinhos aprovados e reprovados pela equipa de provadores.
Esta é a primeira de uma série de sessões de esclarecimento destinadas
a aproximar o IVDP aos produtores. A próxima, a realizar no terceiro
trimestre do ano, terá lugar no Porto. Para Manuel de Novaes Cabral,
presidente do Instituto, este ciclo de sessões é "essencial para
mostrar aos produtores e a toda a comunidade o trabalho desenvolvido
no dia-a-dia peloIVDP". "Ao aproximarmos o Instituto do seu público e
dos seus parceiros, queremos contribuir para que o trabalho em prol da
Região Demarcada do Douro se desenvolva com maior eficácia", salienta.

Autarca de Oleiros preocupado com "barril de pólvora" que constitui ordenamento florestal do concelho

Lusa
17 Jul, 2012, 18:54

A falta de ordenamento florestal das zonas áridas de Oleiros em 2003
transformou o concelho num "barril de pólvora", alertou hoje o
presidente da Câmara de Oleiros, José Marques (PSD).
O concelho constitui, "hoje, um barril de pólvora nas áreas ardidas em
2003, por falta de ordenamento florestal", afirmou à Lusa o autarca,
momentos antes de apresentar mais uma edição da Feira do Pinhal, a
qual decorre de 08 a 12 de agosto, em Oleiros.

José Marques acusa os governos dos últimos oito anos de nada terem
feito para reordenar a floresta nas áreas ardidas há 9 anos: "Depois
do incêndio de 2003, a floresta recomeçou a crescer" e "mais de 80 por
cento da área que então ardeu está a crescer desordenadamente".

Ambientalistas preocupados com novo transvase do Tejo no lado espanhol

Lusa
17 Jul, 2012, 17:26

O movimento ambientalista Protejo manifestou hoje a sua "apreensão"
com a anunciada intenção do Governo espanhol em construir um novo
transvase no rio Tejo, para irrigar a região de Castilha - La Mancha.
A braços com problemas de irrigação, as associações espanholas de
agricultores da região de Múrcia conseguiram que o governo espanhol
iniciasse a construção de um terceiro transvase para alimentar o
Guadiana, a que se junta agora um estudo encomendado recentemente pela
Junta da Extremadura para avaliar a viabilidade de um quarto transvase
entre o médio Tejo espanhol e as bacias do Guadiana e do Segura, uma
medida que está também a ser muito contestada no centro de Espanha.

Roménia está a vender a sua agricultura tradicional

Nuno Leitão (16-07-12)

A tradicional agricultura romena está a ser engolida pelas grandes
produções, com elevados capitais, que beneficiam dos fundos europeus,
e podem colocar produtos mais baratos no mercado. Embora 30% dos 19
milhões de romenos dependa desta agricultura sustentável os decisores
não estão a possibilitar o seu desenvolvimento e manutenção.

As paisagens da Roménia resistiram ao tempo. Os agricultores
cultivavam artesanalmente as suas pequenas parcelas, os porcos e
galinhas partilham as ruas das aldeias com as crianças. No entanto, é
já evidente a ruptura com o modo de vida encapsulada no tempo ao longo
de 75 anos enquanto noutros países tudo mudava a um ritmo muito
acelerado. Em volta das aldeias expandem-se progressivamente vastos
campos de monoculturas ao sabor dos subsídios da UE à produtividade.
Os agricultores da era moderna continuam a aumentar e a expandir os
seus campos engolindo toda a agricultura tradicional pelo caminho.

Colheita mecanizada da ervilha

13-07-2012




No final de Maio, na Azambuja, a revista abolsamia teve a oportunidade
de assistir à colheita mecanizada da ervilha, feita por uma automotriz
especialmente concebida para esta cultura.

Na ocasião, entrevistámos Nuno Botelho, técnico da Bonduelle, que nos
falou acerca da operação deste Grupo no nosso país e das exigências
específicas desta cultura.

Pertencente a um prestador de serviços francês a quem a Bonduelle
recorre periodicamente para este tipo de campanha, a colhedora
automotriz de ervilhas PMC 979-CT esteve a trabalhar no nosso país
durante algumas semanas.

terça-feira, 17 de julho de 2012

CNA alerta para “calamidade nacional” devido à propagação de pragas nos pomares e florestas

Sandra Henriques
17 Jul, 2012, 12:36 / atualizado em 17 Jul, 2012, 13:32

A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) considera que é grave a
situação atual de propagação de pragas nos pomares e florestas. A CNA
acusa o governo de não ajudar os agricultores.
Em declarações à jornalista da Antena1 Rita Colaço, o presidente da
CNA, João Dinis, justifica o uso abusivo de pesticidas ilegais em
Portugal no ano passado com a "situação de calamidade nacional",
devido à forma rápida como se estão a propagar as pragas e doenças nos
pomares e florestas.

"O governo assobia para o lado há dois anos", aponta João Dinis, que
sublinha que só o executivo tem a capacidade de dirigir tratamentos
aconselháveis e de fornecer os agricultores dos produtos adequados.

UE: Opiniões divididas no Conselho de Ministros sobre o sistema de gestão de riscos

O sistema de gestão de riscos é um elemento essencial para a
agricultura, na opinião da maioria dos Ministros da Agricultura da UE
que se reuniram em Bruxelas ontem. No entanto, houve opiniões
divididas sobre o financiamento do mesmo.

Algumas delegações foram de opinião que o apoio ao sistema de gestão
de risco deve vir do segundo pilar, proporcionando flexibilidade aos
países para a sua implementação.

Outras delegações opinam que se for financiado através do segundo
pilar, dado que a medida requer um alto nível de apoio, restariam
poucos fundos para outras medidas, tais como o clima ou o meio
ambiente.

Taxa alimentar: saiba quanto é que os hipers vão pagar

Setor terá de pagar 7 milhões de euros este ano, 13 milhões no próximo

PorRedacção2012-07-17 11:28
123450 votos Comentários
Atualizada às 13h40 com reação da APED

Já foi divulgado o valor que os hipermercados vão pagar, este ano, no
que diz respeito à taxa de segurança alimentar criada pelo Governo.

Em causa, está uma taxa de 4,08 euros por metro quadrado para que
esses estabelecimentos financiem a segurança dos produtos de origem
animal e vegetal. O valor aumenta para 7 euros no próximo ano, segundo
uma portaria publicada esta terça-feira.

APED vai recorrer da taxa alimentar nos tribunais nacionais e comunitários

Lusa
17 Jul, 2012, 14:01

A Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) e os seus
associados vão recorrer aos tribunais, nacionais e comunitários,
contra a taxa de segurança alimentar e a "discriminação" que a medida
introduz no setor, disse a diretora-geral da APED.
Os hipermercados vão pagar, em 2012, uma taxa de 4,08 euros por metro
quadrado para financiarem a segurança dos produtos de origem animal e
vegetal, valor que aumenta para sete euros no próximo ano, segundo a
portaria que regulamenta a taxa de segurança alimentar hoje divulgada.
Segundo as contas da APED, o setor irá pagar sete milhões de euros
este ano e 13 milhões em 2013.

"Já seria um encargo pesado para os associados se estivéssemos noutro
enquadramento económico. No atual, é um encargo pesadíssimo, pelo que
os associados da APED se reservam no direito de agir relativamente a
esta medida por todos os meios que tiverem ao seu alcance, quer a
nível nacional, quer a nível comunitário", disse hoje à Lusa a
diretora-geral da APED, Ana Isabel Trigo Morais.

Setor paga 7 ME de taxa alimentar este ano e 13 milhões em 2013

Lusa
17 Jul, 2012, 13:03

A diretora-geral da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição
(APED) classifica a taxa de segurança alimentar, cuja portaria foi
hoje divulgada, de "injusta e discriminatória" e diz que os associados
vão pagar 7 milhões de euros este ano.
Os hipermercados vão pagar, em 2012, uma taxa de 4,08 euros por metro
quadrado para financiarem a segurança dos produtos de origem animal e
vegetal, valor que aumenta para sete euros no próximo ano, segundo a
portaria que regulamenta a taxa de segurança alimentar.

"Isto representa para os associados da APED para 2012 cerca de 7
milhões de euros e em 2013 cerca de 13 milhões de euros", disse hoje à
agência Lusa Ana Isabel Trigo Morais.

A taxa, que é aplicada a todos os estabelecimentos com uma área de
venda superior a 2.000 metros quadrados ou que, sob uma mesma
insígnia, atinjam uma área de venda acumulada superior a 6.000 metros
quadrados (exceto no caso da cooperativas), "vem agravar a situação do
setor".

A APED considera "que é uma taxa injusta, discriminatória, inoportuna
e vai trazer um agravamento de condições a todo o setor", salientou a
diretora-geral da associação.

"É um imposto que surge numa altura difícil em que o setor está a dar
também sinais de crise", como resultado da situação económica do país,
disse, relembrando que desde o ano passado até à data o setor "fechou
37 lojas".

Além disso, o setor já está a destruir postos de trabalho, em
contraciclo com a dinâmica que tinha vindo a mostrar nos últimos anos.

"Isto é mais um encargo pesadíssimo muito expressivo para todas as
empresas e que vai contribuir par um agravamento das condições de
operação dos associados da APED".

Ana Isabel Trigo Morais alertou que a taxa, criada especificamente par
ao setor alimentar, vai "abranger os estabelecimentos de comércio
misto", pelo também vai incidir sobre um "conjunto de artigos muito
expressivo que nada tem a ver com a área alimentar".

A taxa é "excessiva, sobretudo se atendermos ao momento que vivemos", concluiu.

A nova taxa entrou em vigor há cerca de um mês, mas faltava ainda
definir as condições da sua aplicação, nomeadamente o valor, através
da portaria que foi hoje publicada.

A taxa pretende servir como "contrapartida da garantia de segurança em
qualidade alimentar" e vai servir como receita própria ao recém-criado
Fundo Sanitário e de Segurança Alimentar.

De acordo com o diploma legal, hoje publicado no Diário da República,
pode ser paga em duas prestações, sendo desencadeada a cobrança
coerciva decorridos 30 dias depois do fim do prazo de pagamento.

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=571323&tm=6&layout=121&visual=49

Hipers pagam este ano 4,08 euros pela nova taxa de segurança alimentar

DR

Dírcia Lopes
17/07/12 11:52



A portaria que regulamenta a nova taxa de segurança alimentar a ser
paga pelos hipermercados foi hoje publicada em Diário da República.

Assim, os estabelecimentos com uma área de venda superior a dois mil
metros quadrados pagam, este ano, uma taxa de 4,08 euros, valor que
aumenta para sete euros em 2013.

O decreto-lei aprovado há cerca de um mês refere que ficam isentos do
pagamento da taxa os espaços comerciais com uma área de venda inferior
a dois mil metros quadrados ou pertencentes a microempresas.

A implementação desta nova taxa tem sido criticada pela Associação
Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) que a considera como um
novo imposto que vai penalizar ainda mais o sector retalhista. A APED
já avançou que a mesma poderá ser repercutida no consumidor final e no
lado da produção.


http://economico.sapo.pt/noticias/hipers-pagam-este-ano-408-euros-pela-nova-taxa-de-seguranca-alimentar_148487.html

Associações em dificuldades por falta de financiamento

Escrito por Informação, Sim 17-07-2012 07:15
Pontuação dos Usuários Nenhuma avaliação
Visitas 64
Favoritismo 2

A sobrevivência da Associação Terras do Sabor pode estar em causa.O
alerta chega do próprio presidente.Esta associação, que surgiu há
pouco mais de um ano, engloba seis freguesias: Coelhoso, Parada e
Paradinha, do concelho de Bragança, e Argoselo, Carção e Santulhão do
concelho de Vimioso. Mas o presidente teme pela sua
sustentabilidade."A sobrevivência de instituições depende sempre dos
apoios que possam receber, caso contrário desaparecem porque não há
suporte financeiro", afirma, acrescentando que "tenho algum receio e
estou um bocado pessimista porque se esta candidatura que vamos
apresentar agora, não for aprovada ponho em causa a sobrevivência da
Associação Terras do Sabor".O projecto a que António Santos se refere
diz respeito à aquisição de uma máquina com o objectivo de limpar os
caminhos rurais das freguesias e assim incentivar o regresso ao
cultivo de algumas terras."É um tractor com pá, com retro e para
cortar as silvas dos caminhos", adianta. "É uma das muitas coisas que
faz falta às freguesias, pois esta máquina irá potenciar actividade
económica que é sempre baseada na agricultura", acrescenta,
salientando que "geralmente os agricultores abandonam os campos pela
falta de acessibilidades aos terrenos, com esta máquina as freguesias
podem potenciar a actividade ao melhorar as acessibilidades". O
investimento ronda os 60 mil euros e vai ser candidatado ao PRODER.O
responsável revela que a associação chegou a desenvolver um projecto
para disponibilizar internet wireless em todas as freguesias, mas
acabou por não ser candidatado por não haver perspectivas de
aprovação."Fizemos o projecto com todos os custos inerentes, mas
foi-nos dito que só iriam ser aprovados projecto que potenciassem
actividades económicas e como essa candidatura não iria criar riqueza,
não foi apresentada", explicaA abertura de candidaturas ao PRODER
deverá ocorrer durante os próximos meses.
O projecto da aquisição da máquina poderá abrir portas para a entrada
de outras freguesias na associação como é o caso de Outeiro e Milhão,
no concelho de Bragança e Matela, no concelho de Vimioso.
Escrito por Brigantia

http://www.brigantia.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=7439&Itemid=43

Mogadouro: Octogenário perde a vida em despiste com trator agrícola

Um agricultor morreu, na segunda-feira, em Penas Roias, concelho de
Mogadouro, quando o trator agrícola que condizia se despistou na
Estrada Municipal nº 600-3, avançou fonte da GNR de Mogadouro.

O homem de 84 anos seguia na estrada quando do trator se despistou
acabando por cair numa valeta ficando com quatro rodas viradas para o
ar e o tratorista " entalado" entre a máquina agrícola.
À chegada ao local as equipas de socorro dos Bombeiros de Mogadouro já
nada puderam fazer.
No local e após apos o alerta do acidente, o corpo de octogenário,
apenas foi removido na presença do delegado de saúde que teve de se
deslocar de Mirandela, um situação que causou "constrangimentos" a
familiares e amigos da vito dado as horas espera.
O corpo do malogrado agricultor foi transportado para o gabinete de
Medicina Legal de Mirandela para ser autopsiado.
A GNR de Mogadouro Tomou conta da ocorrência.

http://www.rba.pt/noticias.php?id=3315

Moscatel português eleito um dos três melhores do mundo

Comentários 0Facebook 41Twitter 1
Por Fugas, Lusa
12.07.2012
Um moscatel de 1980 da Adega de Favaios foi declarado o 3.º melhor do
mundo. É o único português no top 10 do concurso mundial de moscatéis
de Montepellier. Mesmo a tempo dos 60 anos da adega e da inauguração
do Museu de Favaios
Depois de em 2011 um moscatel luso ter sido declarado, pela primeira
vez, o melhor do mundo, este ano é um moscatel duriense de 1980, "doce
sem exageros", que acaba de conquistar o 3.º lugar no concurso mundial
de moscatéis de Montepellier, França, a que concorrem 232 néctares de
24 países.

Os resultados do Muscats du Monde foram revelados esta semana e o
vinho da Adega de Favaios é o único português no top 10, tendo também
obtido uma medalha de ouro. A adega, que está a celebrar 60 anos de
existência, foi também reconhecida pelo seu Moscatel 10 anos, que
levou para "casa" a quarta medalha de ouro consecutiva.

O concurso contou com a participação de um júri composto por 55
elementos que realizaram uma prova cega. Este ano, foram destacados
33% dos vinhos com medalhas no concurso.

À frente do moscatel duriense, ficaram o Vin de Pays de l'Ile de
Beauté Muscat Modérato Nectar 2011 e o BTL Lanzarote Moscatel Dulce
(Espanha), este último declarado o melhor do mundo.

Além das distinções para Favaios, houve ainda honras para cinco
moscatéis da península de Setúbal. O Moscatel de Setúbal - Reserva
2006, da casa Venâncio Costa Lima, que em 2011 foi declarado o melhor
do mundo, um feito inédito para os moscatéis lusos, recebeu agora uma
medalha de ouro. O mesmo prémio foi ainda para o Malo Tojo Estates
2009. Já a medalha de prata foi atribuída ao SIVIPA 1996, ao moscatel
2010 da Adega de Pegões e ao Reserva António Saramago 2007.


Favaios 1980

O Moscatel 1980 da Favaios , casta "100% Moscatel Galego", é
apresentado como denotando "na cor âmbar dourada muito apelativa o seu
envelhecimento de mais de 30 anos". Possui um aroma "muito intenso",
com "notas de torrefacção", onde se destacam "os aromas a mel, passas
e figos secos". "Doce", sim, mas, sublinham "sem exageros". É
"encorpado e bastante harmonioso com aromas de boca a lembrar café,
cacau e mel". Tem um teor alcoólico de 16,7% e foram produzidos
14.500 litros. Na loja online da Adega de Favaios, o moscatel 1980
está à venda por 26 euros. Segundo o enólogo Miguel Ferreira, "por si
só pode e deve ser degustado de forma isolada" e casa na perfeição
"com a variada doçaria conventual".


Museu de Favaios

Mais de uma década após o lançamento do projecto, é inaugurado este
sábado o Museu de Favaios, em Alijó. Um núcleo museológico do Museu do
Douro que é uma "homenagem, um reconhecimento às pessoas que souberam
preservar dois produtos de excelência: o pão e o vinho de Favaios",
segundo disse o presidente da Câmara de Alijó, Artur Cascarejo, à
Lusa. O Núcleo Museológico Favaios, Pão e Vinho representa um
investimento global de 834 mil euros. Numa primeira sala de
exposições, o protagonista é o vinho e a casta que está na sua origem:
a moscatel galego, fazendo referência ao solo, aos cheiros e cores do
favaios. Numa segunda sala, as atenções viram-se para o pão, desde o
cereal, à moagem e ao amassar deste produto.

http://fugas.publico.pt/Vinhos/307718_moscatel-portugues-eleito-um-dos-tres-melhores-do-mundo

15 licenciados para as aldeias ribeirinhas de Alqueva

A EDIA - Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas de Alqueva,
S.A. (EDIA) e a Associação Transfronteiriça dos Municípios das Terras
do Grande Lago Alqueva (ATMTGLA), estão a promover um Projeto-Piloto
visando dinamizar, económica, social e culturalmente cinco Aldeias
Ribeirinhas de Alqueva, recrutando 15 jovens licenciados e/ou mestres
para estágios profissionais.

Este Projeto-Piloto, que segue a metodologia do Projeto Querença, tem
por fundamento uma Ação-piloto de problem solving e investigação-ação,
aprender, apreender e empreender no próprio local, através do contacto
direto com os problemas e com a população das cinco aldeias
envolvidas: Capelins, Póvoa de S. Miguel/Estrela, Luz, Alqueva e
Campinho.

Florestas. Portugal longe da biodiversidade

Por Nelson Pereira, publicado em 17 Jul 2012 - 03:10 | Actualizado há
10 horas 18 minutos
A maior organização mundial de investigação em florestas veio debater
em Portugal gestão sustentável e deixou recomendações


A gestão sustentável das florestas, ao nível das plantações como da
prevenção dos fogos, é um dos principais desafios a enfrentar pela
indústria florestal portuguesa – uma opinião deixada ao i por Pekka
Saranpää, responsável da IUFRO (Associação Mundial das Organizações de
Estudos Florestais).

Crédito Agrícola: 'Estamos muito robustos'

inShare
1
16 de Julho, 2012por Tânia Ferreira

Está entre os oito maiores bancos de Portugal e tem sido alvo das
inspecções da troika, passando os testes com sucesso. Pouco se tem
falado deste grupo financeiro, mas talvez seja dos que melhores
notícias tem para dar: sólido e com liquidez, o Crédito Agrícola
encara o futuro com «tranquilidade».

Como está a ser o ano de 2012 para o Crédito Agrícola?
O primeiro semestre foi o reflexo da situação económica. Mas embora
tenhamos sentido o impacto da crise, os resultados foram muito
folgados. Segundo os númerosmais recentes, e que revelo em primeira
mão, a actividade bancária do grupo teve lucros de 23 milhões de
euros, quase 24% abaixo do mesmo período em 2011. São números
amplamente positivos e acima das estimativas feitas nos funding plans
que foram discutidos com a troika. Os resultados consolidados do grupo
são superiores, porque as nossas seguradoras são das mais rentáveis do
mercado. Mas os valores finais ainda não estão fechados.

Em nome do vinho partiram à aventura

Tweet
inShare

16 de Julho, 2012por José Manuel Moroso

O casal Jorgensen desbravou mares longínquos a bordo de um veleiro, à
procura de um local onde pudessem constituir família e produzir vinho.
Conseguiram-no em terras alentejanas.
A palavra aventura destaca-se no vocabulário dos Jorgensen, que um dia
decidiram partir da longínqua Malásia até terras de Portugal. Hans, um
dinamarquês, e a mulher Carrie, norte-americana, trabalharam durante
20 anos numa plantação tropical na Malásia até partirem num veleiro
para outras paragens. O objectivo era descobrir uma propriedade onde
pudessem assentar, constituir família e produzir vinho.

Navegaram durante dois anos, ao largo da Europa, e atracaram em
Lisboa, em 1988. Rumaram ao Alentejo onde foram visitar a herdade de
Cortes de Cima, dedicada à agricultura de sequeiro. De imediato,
deixaram-se seduzir pela região e Hans, contrariando a tradição da
zona, conhecida pela produção de vinhos brancos, viu ali a
oportunidade de produzir bons tintos. Adquiriram a propriedade e
instalaram-se no Alentejo.

Espanha confirma chumbo ambiental a projeto de refinaria de Balboa

terça-feira, 17 de Julho de 2012 | 09:20
Imprimir Enviar por Email

O Ministério da Agricultura, Alimentação e Ambiente (MAGRAMA) espanhol
confirmou hoje o chumbo ambiental à proposta de construção da
refinaria Balboa, em Badajoz, projeto que já tinha sido contestado por
Portugal e por várias organizações ambientais.
Em comunicado, o Ministério considera «desfavorável» a Declaração de
Impacto Ambiental (DIA) sobre o projeto, «dados os impactos ambientais
que apresenta o projeto».

«Considera que é ambientalmente inviável devido aos potenciais
impactos derivados da sua localização e sobre a zona marítima do
Parque de Doñana, o mais emblemático da rede espanhola», explica o
comunicado.

Diário Digital / Lusa

http://dinheirodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=19&id_news=183916

Fundos do QREN permitem concluir o Alqueva, anunciou ministra da Agricultura

Luís Ochoa, em Bruxelas
16 Jul, 2012, 20:24 / atualizado em 16 Jul, 2012, 20:25

O reprogramação das verbas do Quadro de Referência Estratégico
Nacional (QREN) vai permitir concluir o projeto do Alqueva. É uma das
conclusões da ministra da Agricultura, Assunção Cristas, depois da
reunião do conselho de ministros da Agricultura e Pescas.

http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=571141&tm=8&layout=123&visual=61

Julia Roberts quer dedicar-se à agricultura biológica

ALIMENTAÇÃO

por Filomena AraújoOntem


Fotografia © Mario Anzuoni / Reuters
A atriz quer ir viver para o Hawai com o marido e os três filhos para
estarem em contacto com a natureza e poderem comer de forma mais
saudável.

Julia Roberts está preocupada com os alimentos que os filhos ingerem e
para evitar que venham a sofrer de distúrbios alimentares pensa em
trocar Hollywood pelo Hawai, onde tem uma quinta. E nesse local que a
atriz, o marido e os três filhos costumam passar férias.
Segundo o jornal espanhol ABC, que cita o Showbiz Spy, Julia Roberts,
de 43 anos, está determinada em que os filhos cresçam num ambiente com
menos poluição e que a base da sua alimentação seja a agricultura
biológica.
Na casa de Malibú, a actriz já se dedica à criação de frangos e
cabras. Mas não é tudo. Julia Roberts cultiva alface, aipo e tomate.
"Está a converter-se numa verdadeira hippie", comenta um amigo ao
Showbiz Spy e acrescenta: "Ela pensa que é mais feliz e saudável a
viver numa quinta".

http://www.dn.pt/inicio/pessoas/interior.aspx?content_id=2668827&seccao=ntv

Mais de 80 trabalhadores da cortiça em protesto contra a falta de salários

Corticeiros exigem salários em atraso
Empresas em causa situam-se em Lourosa, concelho da Feira, e pertencem
ao grupo Joaquim Lima. 16-07-2012 14:15
Cerca de 85 trabalhadores das empresas Corticeira de Lourosa e da
Corticeira Aglomerada de Lourosa iniciam a segunda semana de protestos
frente às instalações das empresas.

Exigem o pagamento dos salários em atraso já há três meses.

"A partir de certa altura deixou de haver diálogo e os trabalhadores
resolveram parar, porque não havia da parte da administração
feedback", explicou à Renascença Alírio Martins, presidente do
Sindicato dos Operários Corticeiros do Norte.

Desde o início do ano, os trabalhadores têm tido um salário em atraso,
mas sempre com a promessa de pagamento.

Empresas em causa situam-se em Lourosa, concelho da Feira, e pertencem
ao grupo Joaquim Lima.

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=25&did=70244

Vinho branco português destacado em revista brasileira

Da Redação15/07/2012 16:00
Presente no Brasil desde 2001, a Paulo Laureano Vinus viu os seus
produtos serem elogiados pela revista brasileira Gula, numa edição que
destaca uma centena de vinhos.


Lisboa - A empresa portuguesa Paulo Laureano Vinus acaba de ser
distinguida no mercado brasileiro, através da revista Gula, no seu
especial "100 vinhos degustados e provados".

O Dolium Escolha Branco 2010 foi considerado o vinho branco do ano,
naquele que é um dos mercados mais importantes em termos de vendas da
marca. "Todos os seus vinhos têm uma inconfundível identidade e (...)
qualidade", escreve a Gula sobre os vinhos de Paulo Laureano.

"Esta distinção tem uma enorme importância para nós, não só pelo
reconhecimento da qualidade do nosso vinho mas como pela valorização
das castas nacionais que são a nossa imagem de marca", comenta o
enólogo Paulo Laureano, citado numa nota divulgada pela AICEP -
Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

A Paulo Laureano Vinus está no Brasil desde 2001 e hoje este é o
segundo mercado da empresa.

Os vinhos da marca estão presentes desde Belém do Pará até ao Rio
Grande do Sul e têm vindo a receber várias distinções ao longo dos
anos.

O Paulo Laureano Reserve Branco 2010 e o Paulo Laureano Reserve Vinea
Julieta Single Vineyard 2009, integram a lista dos melhores vinhos
eleitos pela Prazeres da Mesa no Brasil em 2011 e em 2010 o Paulo
Laureano Reserve Vinea Julieta Single Vineyard integrou a lista dos 50
melhores vinhos portugueses no Brasil, eleitos pelos jornalistas
Marcelo Copello e Charles Metcalfe.

http://www.portugaldigital.com.br/sociedade/ver/20001540-vinho-branco-portugues-destacado-em-revista-brasileira

Madeira: Pagamento de apoios aos agricultores estará regularizado em agosto - ministra da Agricultura

Lusa - Esta notícia foi escrita nos termos do Acordo Ortográfico
21:02 Sexta feira, 13 de Julho de 2012

Funchal, 13 jul (Lusa) - A ministra da Agricultura, do Mar e do
Ordenamento do Território, Assunção Cristas, afirmou hoje, no Funchal,
que a questão do pagamento dos apoios comunitários aos agricultores
estará regularizada no próximo mês.

Na conferência de imprensa de balanço da visita oficial de um dia
efetuada à Madeira, a governante disse que "neste momento a
generalidade das verbas do POSEIMA [Programa de Opções Específicas
para o Afastamento e Insularidade da Madeira e Açores] foram pagas".

"Existem situações residuais ainda por regularizar, que têm a ver com
a complexidade de processos que estão a ser regularizados, e no
próximo mês a generalidade dos assuntos ficarão tratados", acrescentou
Assunção Cristas.


http://visao.sapo.pt/madeira-pagamento-de-apoios-aos-agricultores-estara-regularizado-em-agosto-ministra-da-agricultura=f675285

Pecuária: Carne de bovino de raça mirandesa à conquista do mercado externo

13-06-2012 09:16 | Norte
Fonte: Agência Lusa


Miranda do Douro, 13 jun (Lusa) - A direção da Cooperativa
Agropecuária Mirandesa (CAM) disse hoje estar apostada em alargar a
comercialização de carne de bovino ao mercado externo devido à crise
que o setor atravessa a nível nacional.
"No ano passado conseguimos o maior volume de negócios da história da
cooperativa. Este ano, registámos um decréscimo significativo, já que
o mercado se está a ressentir devido aos efeitos da crise", disse Nuno
Paulo, assessor da direção da CAM.
A aposta na exportação de carne de bovino de raça mirandesa passará
por países como França, Inglaterra ou Luxemburgo.
O mercado francês já representa cerca de oito por cento das vendas de
carne mirandesa da cooperativa, que atualmente comercializa cerca de
2.500 carcaças por ano.

EUA: Calor faz disparar preços de trigo, milho e soja

Seca

Os preços do trigo e milho e da soja estão a subir acentuadamente nos
Estados Unidos com a ausência de perspectivas de melhoras na vaga de
calor nas regiões norte-americanas com aquelas culturas, noticia a AP.
16 Julho 2012Nº de votos (2) Comentários (0)



Os preços do trigo e do milho subiram esta segunda-feira mais de
quatro por cento e os da soja 2,4 por cento.
O milho e a soja estão a deteriorar-se sob o calor e não há previsão
de chuva substancial nas próximas semanas.
O tempo desfavorável atingiu as culturas de trigo nos Estados Unidos e
na Federação Russa.

Essência do Vinho promove vinho português em 12 cidades brasileiras

Empresa especializada em produção de eventos e comunicação
enogastronómica seleccionada pela ViniPortugal para conduzir formação
em mercado estratégico





A partir do próximo dia 30 de Julho e até 6 de Setembro, a Essência do
Vinho Brasil vai percorrer as principais cidades brasileiras a
promover o vinho português. Trata-se de uma iniciativa organizada pela
ViniPortugal que seleccionou a empresa especializada na produção de
eventos e comunicação enogastronómica para conduzir um plano de
formação no Brasil, dirigido a profissionais do sector e a jornalistas
daquele país.

A AJAP congratula-se com o reforço das verbas destinadas à primeira instalação

Face às recentes declarações da Senhora Ministra da Agricultura, a
AJAP felicita o MAMAOT pelo reforço anunciado das verbas destinadas à
Instalação de Jovens Agricultores que possibilitará a entrada de um
maior número de Jovens na actividade agrícola. Simultaneamente
congratula-se pelo número de Instalações de Jovens Agricultores, que
chegam às cerca de 200 candidaturas mensais para o que, acreditamos,
muito contribuiu o esforço e as acções desenvolvidas pela AJAP, sendo
inequivocamente um contributo efectivo para a minimização do
desemprego jovem.

A AJAP reitera a sua disponibilidade para dinamizar o empreendedorismo
jovem e inovação no espaço rural, continuando empenhada no combate ao
preocupante fenómeno da desertificação do mundo rural.

Tauromaquia: Empresas combatem crise com promoções e protocolos com cadeias de talhos para oferta de bilhetes

Lusa - Esta notícia foi escrita nos termos do Acordo Ortográfico
12:00 Segunda feira, 16 de Julho de 2012
Partilhe este artigo: 4 0
Lisboa, 16 jul (Lusa) -- A crise está a levar os empresários
tauromáquicos a desenvolver campanhas promocionais para atrair
público, estratégias que passam pela redução do preço dos bilhetes e
oferta de entradas na compra de carne em cadeias de talhos.

A empresa Toiros e Tauromaquia lançou recentemente uma promoção, em
conjunto com uma cadeia de talhos, que desafia os consumidores a
adquirir "100 euros" em carne e em troca é oferecido ao cliente um
bilhete no valor de "25 euros" para uma corrida de toiros.

Portugueses transferem consumo de refrigerantes com açucar para bebidas sem calorias

15 DE JULHO DE 2012, 07:45
Partilhar: Facebook Twitter
ALIMENTAÇÃO



Os portugueses estão a preferir cada vez mais refrigerantes sem
calorias, com transferência de consumo das bebidas com açucar,
comportamento considerado positivo pelos especialistas, que não deixam
de alertar para alguns efeitos nefastos das chamadas "bebidas light".

Dados da Associação Portuguesa das Bebidas Refrescantes Não Alcoólicas
(Probeb) revelam que a contribuição calórica per-capita com origem nas
bebidas refrescantes não alcoólicas registou uma redução
"significativa" nos últimos anos, de 16,1 por cento entre 2003 e 2011.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Portaria em falta impede cobrança da nova taxa alimentar

Impostos

Paula Cravina de Sousa com Dírcia Lopes
16/07/12 09:03



A taxa de segurança alimentar entrou a vigor a 16 de Junho, mas
aguarda ainda a portaria.

A taxa de segurança alimentar já está em vigor há um mês, mas ainda
não está a ser aplicada aos hipermercados. Isto porque falta publicar
a portaria que regulamenta e define as áreas dos hipermercados a
considerar no cálculo da taxa.

De acordo com fontes do sector do retalho, a portaria deverá ser
publicada ainda esta semana. No entanto, o Ministério da Agricultura,
Mar, Ambiente e Ordenamento do Território (MAMAOT), responsável pela
criação da taxa, não esclareceu se esta será aplicada
retroactivamente. Ou seja, se após publicada a portaria que dá luz
verde à taxa, esta será cobrada desde 16 de Junho, data em que entrou
em vigor.

Especialistas alertam para consumo de sumos naturais

Têm quantidade de açucar semelhante à dos refrigerantes

Por: tvi24 | 15- 7- 2012 13: 10

O nutricionista Nuno Borges defendeu que os sumos naturais e os
refrigerantes têm quantidades semelhantes de açucar e as bebidas de
fruta exigem «cuidado» no consumo, sendo preferível optar pela
ingestão das frutas.

Em declaraões à agência Lusa, o especialista, que pertence à direção
da Associação Portuguesa de Nutricionistas, exemplificou: «Se pegar em
três ou quatro laranjas, fizer sumo e beber, a diferença entre beber
um refrigerante normal, em termos metabólicos, é muito baixa, é quase
a mesma coisa».

Risco Incêndio 16/7


http://www.meteo.pt/pt/ambiente/risco.incendio/

Ministério de Cristas corta nas inspeções

Números do Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do
Território mostram uma redução das inspeções anuais previstas.
www.expresso.pt
16:36 Sábado, 14 de julho de 2012

Os cortes orçamentais do Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e
Ordenamento do Território estão a limitar a atuação da Inspeção-Geral
(IGAMAOT). Fonte do sector indica que "os inspetores têm a sua
atividade limitada por falta de dinheiro para deslocações".

O gabinete da ministra Assunção Cristas argumenta que "não há uma
redução da atividade operacional, já que o envolvimento da PSP e da
GNR para as questões ambientais tem tido um aumento significativo".

domingo, 15 de julho de 2012

Os 50 melhores vinhos a caminho dos EUA

O jornalista americano Doug Frost estará em Portugal na próxima semana
para fazer a escolha


Vinhos portugueses em destaque nos EUA
Hêrnani Pereira
14/07/2012 | 00:00 | Dinheiro Vivo
Doug Frost, conceituado jornalista americano e uma das três pessoas no
mundo a deter, simultaneamente, a qualificação de master of wine e
master sommerlier, estará em Portugal na próxima semana para provar e
selecionar os 50 melhores vinhos portugueses para os EUA. O convite
partiu da ViniPortugal, responsável pela iniciativa, no âmbito do seu
plano de promoção dos vinhos nacionais no exterior.

Os EUA, que dentro de três a quatro anos serão o maior mercado
consumidor de vinho, absorvem 2,5 milhões de euros anuais, um terço
das receitas da ViniPortugal.

Madeira: Assunção Cristas não se compromete com o pagamento dos 26 milhões à Região

Actualizado em 13 de Julho, às 12:50
Élvio Passos


A ministra do Ambiente não se compromete com o pagamento dos 26
milhões de euros que a Região reclama do Estado, de projectos ligados
à agricultura.
Assunção Cristas disse apenas assumir o compromisso de estar atenta,
mas não o do pagamento.

Cristas está na Madeira. Começou o dia no porto de pesca do Caniçal,
passou pelo parque florestal do Ribeiro e frio e está, neste momento,
na estação de triagem do Porto Novo.

Cortiça. Amorim recebe garrafa de champanhe que esteve 200 anos no mar Báltico

Por Agência Lusa, publicado em 14 Jul 2012 - 18:20 | Actualizado há 1
dia 16 minutos
Share on printImprimir Share on tweetEnviar

O governo da região autónoma finlandesa de Aland cedeu à Corticeira
Amorim, a título vitalício, uma das garrafas de champanhe que esteve
perdida no mar Báltico durante cerca de 200 anos, na sequência de um
naufrágio de um veleiro.

Estas garrafas foram depois recuperadas e vendidas a 30.000 euros cada.

O recipiente em questão integrava o lote de 168 garrafas de champanhe
e cerveja que, em julho de 2010, foram descobertas a 50 metros de
profundidade no interior de uma escuna – tipo de veleiro - naufragada
a sul do arquipélago de Aland e que seriam depois resgatadas com o
apoio técnico da corticeira portuguesa - cuja intervenção foi
recomendada pela Veuve Clicquot, uma das marcas de champanhe incluídas
no carregamento, juntamente com a Juglar e a Heidsieck.

Cuba: Primeira fábrica de biocombustível começou a produzir

sábado, 14 de Julho de 2012 | 05:08
Imprimir Enviar por Email


A primeira fábrica de produção de biodiesel cubana através da jatropha
começou a produzir combustível na sexta-feira, revelou a imprensa
local.
A fábrica, localizada na província oriental de Guantánamo, tem
capacidade de produção de mais de 100 toneladas anualmente.

José Sotolongo, diretor do Centro de Investigação Aplicada para o
Desenvolvimento Sustentável, explicou que a fábrica vai permitir a
Cuba prescindir de parte da importação de combustível e apostar em
produção própria sem prejudicar a agricultura.