domingo, 7 de julho de 2013

Portugal entra numa onda de calor, tecnicamente, a partir de amanhã

Publicado hoje às 11:51

As temperaturas muito elevadas dos últimos seis dias levam a que seja
decretada, em termos técnicos, pelo Instituto do Mar e da Atmosfera,
uma onda de calor no país.


Enviar por email Link



A meteorologista Paula Leitão diz que as temperaturas muito elevadas
ainda se vão manter e explica quando é decretada, tecnicamente, uma
onda de calor



A meteorologista Paula Leitão explicou à TSF que tecnicamente só é
decretada uma onda de calor quando há temperaturas muito elevadas
durante seis ou mais dias consecutivos.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê temperaturas
muito altas até segunda-feira, uma previsão que levou a Direção-Geral
da Saúde (DGS) a emitir alertas à população e às unidades de saúde,
para evitar as consequências da última onda de calor, registada há dez
anos e que provocou mais de duas mil mortes.

Em primeiro lugar, deve ser evitada a exposição ao sol entre as 11:00
e as 18:00. Na praia deve usar-se sempre um protetor solar superior ao
nível 30.

A população deve ainda procurar ambientes frescos mesmo durante a
noite uma vez que as temperaturas se mantêm elevadas. Beber muitos
líquidos, especialmente água.

A DGS recomenda também uma atenção especial a crianças, idosos,
grávidas e doentes crónicos, que devem seguir as indicações do médico
assistente ou da linha de Saúde 24 e ainda utilizar roupa larga e
evitar atividades que exijam grandes esforços físicos.

A partir de terça-feira espera-se uma descida das temperaturas, o que
pode acontecer de forma abrupta em alguns casos. No Porto, por
exemplo, a temperatura máxima pode descer 10 graus num dia.

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=3309702

Sem comentários:

Publicar um comentário