quarta-feira, 16 de maio de 2012

Quercus pede um país com electricidade 100% renovável dentro de 40 anos

15.05.2012
PÚBLICO

Portugal deve definir uma meta de 100% de energia eléctrica renovável
para 2050, pediu nesta terça-feira a Quercus, organização que
considera esta uma "meta ambiciosa, mas realista".

A cinco semanas da Cimeira do Rio+20, no Brasil, - onde os líderes
mundiais se vão reunir para promover a chamada "economia verde" –, a
Quercus entende que as renováveis são uma das cinco áreas que podem
ajudar Portugal a sair da crise. As outras são a agricultura,
florestas, pescas e reabilitação urbana.

Portugal comprometeu-se, para 2020, atingir uma quota de 31% de
energia renovável no consumo final de energia e cerca 60% de consumo
de electricidade.


"Face às necessárias políticas de mitigação das alterações climáticas,
é fundamental para Portugal, num cenário de descarbonização da
economia, de independência energética e da criação de emprego verde,
definir uma meta de 100% de energia eléctrica renovável para 2050.
Esta é uma meta ambiciosa, mas realista", entende a Quercus, em
comunicado.

Para conseguir alcançar aquela meta "é necessário desenvolver e apoiar
as redes inteligentes e ligar a produção de energias renováveis nas
redes europeias. Num horizonte de 40 anos conseguiremos ultrapassar os
desafios da intermitência de produção de algumas renováveis,
proporcionando soluções de armazenamento da electricidade".

A Quercus estima que a energia é o sector onde o emprego pode vir a
ter maior expressão num contexto de desenvolvimento sustentável. O
Programa das Nações Unidas para o Ambiente (Pnua) estima que o número
de "empregos verdes" associados às energias renováveis deverá ser da
ordem de 750 mil por ano. Em Portugal, "já para 2015, prevê-se cerca
de 61 mil empregos relacionados com o sector das energias renováveis,
sendo cerca de 6000 empregos directos".

Segundo a organização, para resolver as crises mundiais da
alimentação, energia, clima e finanças é necessária uma acção
coordenada da aposta em fontes renováveis e um uso o mais eficiente
possível dos materiais e da energia.

http://ecosfera.publico.pt/noticia.aspx?id=1546184&utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+PublicoEcosfera+%28Publico.pt+-+Ecosfera%29

Sem comentários:

Publicar um comentário