segunda-feira, 30 de julho de 2012

ASAE quase não fiscaliza alimentos por alegada falta de dinheiro

ASAE quase não fiscaliza alimentos por alegada falta de dinheiro

Desde o início deste ano que a Autoridade de Segurança Alimentar e
Económica não fez praticamente fiscalização à qualidade dos alimentos
que consumimos. A denúncia parte de uma fonte da própria ASAE, que ao
"Jornal de Notícias" fala em falta de dinheiro.

A DECO diz à Renascença tratar-se de um perigo para a saúde pública,
uma vez que não há controlo sobre a qualidade dos alimentos, e pode
também configurar uma eventual violação de regras comunitárias.


Em causa, diz a fonte da ASAE, está o controlo de carne, mel, leite,
ovos e peixe de aquacultura. Em Janeiro e Fevereiro, não houve
qualquer fiscalização e em Março foram recolhidas cerca de 600
amostras, mas apenas no Centro e Sul do país. Desde então, diz a fonte
da Autoridade de Segurança Alimentar nada foi feito.

Quer isto dizer que não há controlo sobre os alimentos e, por isso,
não se sabe se estão ou não contaminados, por exemplo, com
medicamentos proibidos ou substâncias de crescimento rápido.

O "Jornal de Notícias" contactou o Ministério da Agricultura que
apenas forneceu os dados relativos ao ano passado e recusou dar
elementos deste ano, mas não desmentiu a denúncia.

A qualidade dos alimentos produzidos no país é garantida pelo plano
nacional de pesquisa de resíduos, uma obrigação de Bruxelas que
compete à Direcção-Geral de Veterinária implementar com os recursos da
ASAE.

Contactada pelo JN, a DECO diz que em causa está a saúde dos
portugueses e pede a audição urgente no Parlamento, da ministra da
Agricultura, Assunção Cristas.

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=1&did=71720

Sem comentários:

Publicar um comentário