sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Incêndios 2012: palha para a Madeira

Logo após os incêndios na Madeira, os agricultores da ilha solicitaram
ajuda ao Continente no sentido de lhes fornecer palha para a
alimentação dos seus animais, uma vez que os incêndios consumiram os
seus recursos. A ANPOC - Associação Nacional Produtores Cereais,
Oleaginosas e Proteaginosas - lançou então uma campanha de
solidariedade no sentido de conseguir as 120 toneladas pedidas pela
Madeira. Em baixo, o apelo lançado pela ANPOC e o ponto da situação.


Caros Amigos e Amigas Agricultores,

A ANPOC, contrariando a crise e o desastroso ano de cereais praganosos
com que todos nos debatemos nesta campanha, decidiu aderir a um apelo
dramático que lhe foi feito pelos colegas agricultores da Ilha da
Madeira, e montou uma campanha solidária de angariação de palha para
enviar para o arquipélago.


Os nossos colegas Madeirenses precisam de 120 toneladas de palha, o
que, em fardos de peso médio de 250 kgs, representa cerca de 480
fardos.

Bem sabemos que muitos de nós tivemos dos piores anos de sempre de
produção de cereais, que e a produção de palha foi também das piores
de que há registo, e que a falta de pastagem levou os produtores
pecuários a gastar quantias inesperadas na compra de palha e
suplementos para os animais.

Porém, apesar de tudo isto, e porque ser solidário é isso mesmo,
pensámos que devíamos lançar esta iniciativa e ter esperança no seu
resultado final. Se 200 de nós aderirmos à iniciativa, a média de
fardos que cada um terá de doar será de apenas 2,4 fardos, o que nos
parece razoável e suportável pela generalidade dos agricultores
portugueses. Em 30 de Julho, 80 toneladas tinham sido oferecidas, das
quais 60 toneladas saíram de Camarate e deverão chegar à Madeira em 2
de Agosto. Ficam, assim, a faltar outras 60 toneladas.

As tarefas estão distribuídas da seguinte forma:

A ANPOC trata da logística e gestão da operação;
Os Agricultores aderentes oferecem a palha e suportam o transporte da
palha desde a sua exploração até aos pontos concentração / grupagem da
palha;
O Estado Português e a Região Autónoma da Madeira são responsáveis
pelo transporte até ao porto, e do porto até à Ilha da Madeira; e
As seguintes Associadas da ANPOC tratam da gestão da concentração da
palha (descarregar carrinhas e reboques e carregar camions):

Entidade receptora
Ponto concentração da palha - Localização
Contactos / Obs
Cersul / Estação Melhoramento Plantas de Elvas
Parque 1- Estação Nacional Melhoramento Plantas de Elvas
João de Deus Guerra – tlm 96 3053 677; Ligar para confirmar horário e
local de descarga
Coprapec
Parque 2- Quinta da Fonte, Montemor o Novo
Parque 3 – Évora, Silos ex-Epac
Clemente Pinho;
e-mail: geral@coprapec.pt,
Tlf: 266 898 340; Tlm: 96 905 64 74
Cooperativa de Beja e Brinches
Parque 4- Herdade Fernando Espanha, Estrada Beja-Quintos
Fernando Condesso Pereira, tlm: 96 304 32 87; José Miguel Ribeiro: 284 322 051
Cooperativa Agrícola de Barro Xisto Aljustrel
Parque 5 – Cooperativa Agrícola Barro Xisto Aljustrel
Antonio Francisco Romão Mestre, tlm: 93 639 20 38
Associação Agricultores de Portalegre*
6 – Associação Agricultores Distrito Portalegre, Parque dos Leilões de
Gado, Portalegre
Jesus Seia; tlf: 245 331 064
Cooperativa Agrícola de Estremoz
Parque 7 – Silos ex-Epac
A confirmar; contactar Anpoc previamente
*A AADP não é associada da Anpoc mas aderiu a este projecto desde o
primeiro momento

Fonte: ANPOC


http://www.agroportal.pt/x/agronoticias/2012/08/02a.htm

Sem comentários:

Publicar um comentário