sábado, 23 de julho de 2011

“ O preço do açúcar “

COMUNICADO
A AABA considera que a pergunta colocada pelo o Eurodeputado Capoulas
Santos á Comissão Europeia sobre o problema do açúcar é de extrema
importância. No entanto temos memória suficiente para nos lembrarmos
que foi o Governo Socialista, com o Dr. Jaime Silva na liderança do
Ministério da Agricultura, que optou e mal pelo fim da cultura da
beterraba sacarina em Portugal. É conhecida a enorme influencia que o
Sr. Eurodeputado tem e teve no Partido Socialista nas questões
agrícolas e na escolha dos Ministros da área agrícola nos 2 últimos
governos, como tal é estranho que agora se mostre tão preocupado pela
rarefacção e a escalada do preço do açúcar no mercado Europeu e
Mundial.

É de lamentar que não tenha exercido a sua influência e o seu estatuto
de Eurodeputado junto do Governo Português e da Comissão Europeia em
2006, para questionar e influenciar a tomada de decisão tal como
outros estados membros o fizeram pela opção de reestruturar, manter e
viabilizar a cultura em Portugal. Nomeadamente com medidas para:
- melhoria na eficiência do transporte da beterraba (ferroviária);
- reorganização da produção (confinar e concentrar a produção a uma
área geográfica mais restrita);
- deslocalização da fábrica para a zona onde se está a realizar o
maior investimento público de aproveitamento hidroagrícola que se irá
estender a uma área de mais de 110.000 ha concentrados
maioritariamente numa única região - o Baixo Alentejo.
Lembramos que apenas a Irlanda, Letónia, Eslovénia e Bulgária
decidiram por acabar com a cultura. Como consequência da reforma da
organização comum do mercado do açúcar ao nível da U.E. a área de
beterraba desceu 32% e a produção desceu apenas 28%. Segundo o índice
de preços dos alimentos da FAO, o açúcar mais que duplicou o seu valor
no mercado internacional desde a reforma do açúcar na U.E.
A AABA não se limita a questionar ou a lamentar mas a actuar, e a
encontrar soluções que considera viáveis para a agricultura Nacional.
Assim, e após ter estudado e identificado o enorme potencial da
cultura da beterraba para a área do EFMA, concluímos da importância da
beterraba no cenário de:
- escassez e aumento do preço do açúcar nos mercados internacionais;
- proximidade de uma reforma da PAC para 2013-2020;
- direito que assiste a Portugal à sua soberania alimentar;
- conclusão do EFMA com mais de 110.000 Ha de regadio;
- necessidade de aumentar a produção agrícola;
- criar empregos e atrair investimento produtivo;
- enorme desenvolvimento tecnológico da cultura;
- condições edafoclimáticas óptimas tanto para a produção de
Outono/Inverno e de Primavera/Verão.
A direcção da AABA deslocou-se a Inglaterra para aí estabelecer
contactos com técnicos da empresa British Sugar e convidá-los a
visitarem a região do EFMA para poderem avaliar o potencial da cultura
na região, e equacionar o investimento numa fábrica de açúcar para
região do Baixo Alentejo.
http://www.agroportal.pt/x/agronoticias/2011/07/22g.htm

Sem comentários:

Publicar um comentário