segunda-feira, 23 de julho de 2012

São Brás de Alportel pode deixar de ser a 'capital da cortiça'

21 de Julho, 2012

São Brás de Alportel corre o risco de deixar de ser a «capital
histórica» da cortiça, alertou hoje um empresário do sector, crítico
da «má gestão regional», que tem conduzido ao abandono do interior.
Em declarações à Lusa, o também ex-dirigente da Associação Portuguesa
de Cortiça, Carlos Jacinto, admitiu que os empresários da indústria
transformadora do concelho algarvio poderão ter que começar a recorrer
à cortiça alentejana.

Para este empresário de São Brás de Alportel, o fogo chegou ao «ouro
algarvio» em virtude da desertificação humana e da falta de
investimento público.


Carlos Jacinto lamenta a falta de investimento na manutenção das zonas
de intervenção florestal, com cerca de 1.000 hectares cada e já
definidas, e que deviam ter investimento para a promoção da gestão
ambiental sustentável.

O incêndio que lavra desde quarta-feira no Algarve foi finalmente
dominado hoje à tarde, embora persistam focos que merecem especial
atenção.

O fogo no Algarve foi declarado como dominado às 17h45 e a Protecção
Civil prevê que as chamas não voltem a alastrar, sendo os focos de
incêndios mais preocupantes a norte de São Brás de Alportel e junto a
Cachopo, em Tavira.

A combater as chamas encontram-se mais de 1.000 operacionais, apoiados
por mais de 200 veículos.

Lusa/SOL

http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=54970

Sem comentários:

Publicar um comentário