quarta-feira, 6 de março de 2013

Physalis pode ser alternativa cultural

por Isabel Martins
5 de Março - 2013
A cultura da physalis peruviana pode ser uma boa alternativa cultural
para quem quer apostar em agricultura com pequenas áreas e baixo
investimento.


Esta 'super fruta', originária da América do Sul, pode ser vendida em
fresco ou desidratada, com preços na produção que oscilam entre os
4,5€ e os 6€/kg (em fresco) e pode mesmo chegar aos 25€/kg, se vendida
em passa.

Luís Manso, arquiteto paisagista de formação e agricultor por paixão,
está a fazer ensaios culturais na região de Leiria há cerca de dois
anos, em ar livre e em estufa, com resultados animadores: "As
experiências estão a correr bem, a produção pode atingir os 3kg por
planta, embora na América do Sul se consigam produções de 5kg/planta.
A vantagem é de conseguir uma produção contínua durante nove a dez
meses. Cada planta dá cerca de 200gr por semana em velocidade de
cruzeiro".

Luís Manso vende atualmente toda a sua produção ao Grupo Jerónimo
Martins e acredita que a divulgação da cultura é essencial para captar
mais produtores, criar uma fileira e conseguir escala: "Sem isso não é
possível pensar entrar em força no mercado e inclusive exportar". A
pensar nisso, está a promover um workshop de formação sobre o cultivo
de physalis, onde irá partilhar os resultados da sua experiência, com
visita à exploração (informações em
http://physalisperuvian.blogspot.pt/p/workshop-physalis-peruviana.html).

O facto de esta fruta ser pouco conhecida dos consumidores também não
assusta este produtor que está convicto das potencialidades da
cultura: "Há 20 anos também ninguém conhecia o kiwi", reitera.

Não perca toda a história na próxima edição de abril da VIDA RURAL.

http://www.vidarural.pt/news.aspx?menuid=8&eid=7072&bl=1&page=2

4 comentários:

Anónimo disse...

o problema é a sua comercializaçao porque nós por cá até temos na zona litural boas propriaddades para o seu cultivo nao sendo muito afetadas pelas geadas

Anónimo disse...

...e começar a produzir em estufas....fica caro........

Unknown disse...

Tem de haver um começo, o inicio é sempre difícil seja em que actividade for. ;)

Unknown disse...

Boa tarde,
Tem alguma informação sobre a produção de Physalis peruviana na zona norte do país, mais concretamente no grande Porto? O clima será apropriado?
Obrigada

Publicar um comentário