sábado, 22 de outubro de 2011

Ajuda Alimentar em Portugal perde 36 milhões de euros

Programa Comunitário sofre "corte imoral" e só em Portugal deixa 400
mil pessoas em risco
00h00m
LEONOR PAIVA WATSON
O Programa Comunitário de Ajuda Alimentar a Carenciados ficou sem 500
milhões de euros. Para toda a Europa, o PCAAC tem apenas 113 milhões.
Portugal passa de 40 para quatro. E, só no país, serão 400 mil pessoas
com menos apoio para comer.

foto ÂNGELO LUCAS/GLOBAL IMAGENS

Na reunião do Conselho de Ministros da Agricultura da União Europeia,
esta sexta-feira, seis entre os 27 estados-membros exerceram uma
minoria de bloqueio, impedindo que o PCAAC usasse os 500 milhões de
euros que até já estavam aprovados.

Alemanha, Reino Unido, Suécia, Dinamarca, Holanda e República Checa
argumentam que esta ajuda não devia estar integrada na Política
Agrária Comum, mas na da Acção Social, como aliás vai passar a ser a
partir de 2014, por ordem do Tribunal de Justiça Europeu. Estes dois
anos estariam ainda na PAC a título provisório, só mesmo para que não
faltasse a ajuda aos mais carenciados. Em toda a Europa são 18 milhões
de pessoas que beneficiam desta ajuda para comer e que em Portugal são
400 mil. Face a todos os argumentos, a minoria de bloqueio mostrou-se
intransigente.
http://www.jn.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=2072094

Sem comentários:

Publicar um comentário